Vicinal que liga Piracicaba a Capivari está precária

A estrada interna de ligação entre Capivari e Piracicaba acumula problemas e precisa de intervenções em todo o seu trecho. Os 35 quilômetros de extensão da vicinal que tem três nomes diferentes estão em condições precárias. Segundo usuários, as sinalizações horizontal e vertical são deficientes; a pista não têm acostamento, que é de terra e com mato; não tem terceira faixa nem telefone para socorro; os buracos tomaram conta da capa asfáltica; o leito carroçável alaga porque a drenagem é deficiente e animais, como cachorros e bois, invadem a estrada e podem provocar acidentes. Fotógrafa do JP flagrou uma capivara atravessar a pista. Para agravar a situação, motoristas embriagados se envolvem em acidentes no trecho no final de semana. 
 
Toda essa problemática foi relatada pelo professor Reginaldo, que pediu para não informar seu nome completo. Ele faz o percurso todos os dias para trabalhar em Piracicaba. Essa estrada recebe o nome de Arlindo Batagin, em Capivari, Nelson Caproni, em Mombuca, e Vereador Vanderlei Martins, até Piracicaba. Além da falta de sinalização, como das faixas contínuas ou seccionadas, e placas verticais que sinalizam a quilometragem, o asfalto também tem bastante buracos e degraus na pista, por causa do desgaste do pavimento.
 
Outro agravante, contou Reginaldo, é que acidentes podem ocorrer por causa dos animais que circulam na pista e de motoristas que dirigem embriagados, principalmente nos finais de semana. O professor também alerta para o risco de atropelamento de ciclistas, que fazem o percurso de sexta a domingo. Sem contar que a estrada é super escura, porque não tem iluminação ao longo do trecho. A estrada foi mal projetada e tem muitas curvas, o que aumentam os riscos de acidentes, alertou o usuário. Quando chove, relatou, ocorre alagamento na pista e queda de árvores.
 
 
O OUTRO LADO—A Prefeitura de Mombuca informou que os seis quilômetros da MBC-030 “Arlindo Batagin” pertence ao município e que os 1,5 Km da MBC 010 “Nelson Caproni” são de responsabilidade de Rio das Pedras. Os demais trechos pertencem aos municípios vizinhos. Em nota, a Prefeitura de Mombuca informa que está pleiteando recursos para manutenção viária. 
 
A Secretaria de Desenvolvimento Urbano de Capivari informou que a limpeza do acostamento e o tapa-buraco na Rodovia Arlindo Batagin é de responsabilidade da administração e os serviços já estão no cronograma. “Com relação a sinalização de trânsito, a Secretaria de Mobilidade informa que está sendo feito um estudo para melhoria em todo trecho da Rodovia Alindo Battagin. Assim que o mesmo seja finalizado, será colocado no cronograma de obras para execução.A previsão é o que o estudo seja finalizado dentro dos próximos 90 dias” traz a nota. Já a administração Rio das Pedras não se manifestou até o fechamento da edição.