XV de Piracicaba é tema de projeto musical em escola

Banda dos alunos do Dom Bosco canta hinos do XV com instrumentos feitos de materiais recicláveis. (Foto: Claudinho Coradini/JP)

O XV de Piracicaba disputa a decisão da Copa Paulista 2019 no próximo domingo e vem coroando uma ótima temporada, já que no semestre passado a equipe chegou nas semifinais do campeonato Paulista Série A2, perdendo o acesso nos pênaltis. O bom desempenho da equipe vem atraindo diversos torcedores para o estádio, além de ser tema de atividades escolares, como é o caso dos alunos do 3º ano do Ensino Fundamental 1 do Colégio Dom Bosco Cidade Alta, coordenados pela professora de música Marcele Tolotti Neves Sturion.

A pedagoga realiza com as crianças o projeto “Piracicaba” com o objetivo de envolver os alunos no contexto da cidade, explorando pontos como cultura, costumes, tradições e valorização do dialeto “caipiracicabano”. “Entre as atividades desenvolvidas, uma delas é apresentar aos alunos as músicas que fazem parte da história de Piracicaba e região, estimulando que apreciem o cancioneiro que compõem a música popular piracicabana. E o hino oficial e popular do XV de Piracicaba é sempre muito querido pelos alunos, pois é uma paixão que passa de geração em geração, trazendo muitas histórias do nosso time do coração”, explica Marcele.

Além de músicas, os instrumentos são algo a parte dos alunos, pois são feitos de materiais recicláveis, mostrando que é possível aos alunos fazerem músicas com embalagens e objetos usados no dia a dia. “Com esse material, criamos a banda musical de percussão composta por baldes de plástico, garrafas pet, latas, copos plásticos e cabos de vassoura quebrados que foram cortados e transformados em clavas”, disse a professora.

A Maria Clara adora novidades e é bastante dedicada, ensaiava até em casa o hino oficial e o popular do XV. Ela sabe tudo de decor. O colégio foi cantar no intervalo de um jogo e para a minha filha foi muita emoção se apresentar para um estádio cheio. Até chorou para nos contar a emoção. Como mãe também vivi com ela essa emoção, já que nunca tinha ido a um jogo. Agora com certeza somos quinzistas”, comentou a professora Marisa Tolaine Fraceto. A advogada Lícia Duarte Vaz, mãe do aluno Pedro Duarte Vaz, também aprovou o projeto. “Achei muito legal essa imersão, um time que representa nossa cultura e ver o Pedro fazendo parte disso é bem emocionante”, destacou Lícia.

Artilheiro da equipe na Copa Paulista com 12 gols, o atacante Raphael Macena é um dos ídolos das crianças e falou sobre o prestígio adquirido com a comunidade piracicabana. “Fico muito feliz, isso é uma conquista e é muito bom ver crianças de 9 a 10 anos gostando de mim. Hoje passo na rua e o pessoal fala comigo. Fui muito bem recebido pelos alunos e pela diretoria desta escola. É muito bom tanto para mim quanto para o XV, já que a cidade sempre apoiou e está apoiando cada vez mais. É importante ver essa criançada crescendo, aprendendo mais e criando um vínculo com a equipe, já que isso é essencial para o futuro da equipe”, disse Macena.

Mauro Adamoli

[email protected]