XV deve fechar ano com déficit: R$ 2,6 mi

futebol Gestor financeiro fala sobre receitas e despesas com o clube piracicabano. ( Foto: Mauricio Bento/Líder Esportes)

O XV de Piracicaba deve fechar o ano de 2018 no vermelho. Além da difícil missão de colocar o Alvinegro de volta na elite do futebol paulista, o novo mandatário do Nhô Quim, que será conhecido na eleição que ocorrerá na próxima terça-feira (13), terá que equilibrar as finanças do clube. A reportagem procurou nesta quinta-feira (8) Antônio Vilson Daniel, o Moio, gestor financeiro do time piracicabano, que revelou os valores recebidos e gastos em 2018, em acumulado de nove meses: janeiro a setembro. No período, o XV teve uma receita de R$ 3,18 milhões, enquanto as despesas foram de R$ 3,87 milhões.

“No administrativo, nós temos um gasto acumulado de R$ 1.592.000,00, que englobam o Profut, com contas do passado, e o caso Paulinho, que é o mais grave, somando R$ 528 mil. Não temos a despesa rateada com o nosso refeitório e todos comem lá. Há os encargos de folhas de pagamento, nosso depósito judicial devido ao acordo que temos com a Justiça do Trabalho, acordos que fizemos com jogadores que deixaram o clube. Os números assustam um pouco, mas é porque englobam todos esses custos”, disse o gestor.

“Nesse período (janeiro a setembro), o gasto com a base foi de R$ 263 mil, sem considerarmos as refeições, ônibus que temos da prefeitura e assistência médica. Os gastos periféricos não estão contabilizados aqui por se tratarem de permutas. Os gastos com o futebol profissional englobam ônibus para os treinamentos, viagem, alimentação, salários e direitos de imagem, que totalizaram em nove meses R$ 1.872.000,00. Esse valor só não ficou maior porque fizemos uma parceria para a Copa Paulista. Com a loja XV Mania, o gasto foi de R$ 150 mil”, afirmou Moio.

“As receitas do administrativo foram de R$ 200 mil. No futebol profissional, temos R$ 2.518.000,00 mais R$ 268 mil da loja, além de R$ 200 mil das categorias de base”, completou. “Temos empréstimos com banco, com a Federação Paulista de Futebol e com terceiros. Quando se fala em déficit de R$ 2 milhões, é correto, porém ainda falta agregar os juros. Então, o valor dessa dívida é, na verdade, de R$ 2,6 milhões, já corrigida para 31 de dezembro de 2018. Quem assumir o clube já sabe que nessa data terá uma dívida nesse valor para pagar”, finalizou o gestor.

ELEIÇÕES

Neste sábado (10), das 13h às 17h, o XV de Piracicaba realizará uma eleição para escolha de 15 novos conselheiros efetivos e mais 20 suplentes, que irão compor o Conselho Deliberativo. Os novos eleitos (efetivos) se juntarão a 15 conselheiros que ainda possuem mais dois anos de mandato a cumprir, além de 11 conselheiros vitalícios, totalizando 41 pessoas, que serão as responsáveis por eleger o novo presidente e vice da diretoria executiva, na próxima terça-feira (13). A eleição para o Conselho Deliberativo teve local alterado e será realizada no Ginásio Municipal Waldemar Blatkauskas.

( Líder Esportes)