XV está a sete jogos sem derrotas na temporada

Luiz Fernando destaca o entrosamento para o bom momento do XV. (foto: Divulgação)

O XV de Piracicaba está a sete jogos seguidos sem perder na temporada, juntando a Série A2 e Copa Paulista e grande parte desta invencibilidade é em razão do goleiro Luiz Fernando, titular do Nhô Quim em todos estes confrontos e que fez grandes defesas, como na última partida diante do Atibaia, em que salvou a equipe duas vezes ainda nos primeiros 10 minutos de jogo. Agora o foco do XV e de Luiz Fernando será o Velo Clube, nesta sexta-feira (12),às 20h, no Barão de Serra Negra.

Em coletiva antes do jogo, o goleiro foi questionado sobre o desempenho da equipe fora do Barão, já que foram dois empates em dois jogos. “Tivemos mais volume de jogo contra a Inter em Limeira e sobre o Atibaia em Americana, porém pecamos nas finalizações, principalmente neste último jogo, na qual tivemos chances claras de fazer o gol e não concretizar. Porém voltamos com um ponto e empatar fora não é ruim, mas dentro de casa precisamos fazer os três pontos.

Luiz Fernando também destacou a manutenção da equipe como grande trunfo do XV para a Copa Paulista, principalmente o quarteto de zaga, já que os zagueiros (Gilberto Alemão e Douglas Marques) e os laterais (Jefferson Feijão e Robertinho) continuam na equipe. “Essa continuidade da maioria dos atletas foi muito importante. Falando especificamente sobre a zaga, é fundamental, já que ali atrás temos que buscar a perfeição sempre, uma vez que são detalhes que influenciam em um gol tomado ou em uma vitória. Portanto acho importante o entrosamento entre nós da linha defensiva e com certeza é um ponto forte que temos para a Copa Paulista”.

Por fim, o goleiro salientou que mesmo sendo um confronto de extremos, já que o líder jogará em casa contra o lanterna, não será uma partida simples. “A Copa Paulista é uma competição muito equilibrada, não tem jogos fáceis. Sabemos que eles (Velo) irão jogar bem fechados, então teremos que ter paciência para fazer os gols, e o torcedor também terá que ter paciência e entender que não será sempre que faremos um jogo como o do Taubaté (em que o XV fez três gols nos primeiros 10 minutos), mas o futebol é assim e temos que ser pacientes. O Velo não começou bem, mas manteve a base que fez uma boa Série A3 e também é um time entrosado e que se conhece”.

Mauro Adamoli
mauro.adamoli@jpjornal.com.br