XV quer vitória ante o São Bernado na estreia de 3ª fase

Nhô Quim inicia a nova fase contra o “Cachorrão”, equipe forte fisicamente, como apontou Pugliese. (foto: Claudinho Coradini/JP)

O XV de Piracicaba enfrenta o EC São Bernardo nesta sexta-feira (27), às 15h, no Estádio 1º de Maio, em São Bernardo do Campo, pela terceira fase da Copa Paulista 2019. Antes da partida, o técnico do Nhô Quim, Tarcísio Pugliese alertou a equipe sobre as qualidades do “Cachorrão”. “O time do EC São Bernardo é uma equipe fisicamente forte, já que tem dois zagueiros altos, um atacante com bastante força e mobilidade, o Francisco Alex, um meia que foi revelado no São Paulo que é bastante habilidoso, além de ser técnico e bastante inteligente. O atacante de lado de campo deles é muito bom também, além de um volante (Vinicius Barba) que é outro jogador técnico”, explicou Tarcísio.

Junto com a equipe do Comercial e do São Caetano, o Vozão do ABC tem uma das melhores defesa da competição, com apenas oito gols sofridos em 16 jogos (média de 0,5), porém o técnico quinzista disse que a equipe não mudará a forma de jogar. “Temos uma forma de jogar bastante equilibrada, mas sempre propondo o jogo, com o objetivo de ser uma equipe bastante ofensiva, mas sem perder o equilíbrio. Tentaremos vencer esse jogo, mesmo sabendo que o momento do São Bernardo é positivo, eles vêm fazendo uma grande campanha, tiveram uma boa segunda fase. Independente do mando de campo, iremos lá para vencer”, comentou.

Tarcísio também foi questionado a respeito do XV ter escapado do chamado “Grupo da Morte”, já que é a única equipe em sua chave que não está na terceira divisão, enquanto que o Grupo 10 tem três times que disputaram a última Série A1, mais o campeão da A2. “Acho difícil avaliar isso, já que o EC São Bernardo e o Comercial são times extremamente competitivos, que brigam muito, que correm muito e são times chatos. Tínhamos a impressão que na primeira fase a nossa chave era a mais complicada e apenas nós avançamos para a terceira, portanto é complicado levar apenas o nome a divisão em que a equipe disputa”, disse o treinador.

Em resposta aos tropeços recentes, Tarcísio disse que quando a equipe precisa vencer, dificilmente perde, já que a maioria das derrotas foi quando já estava classificado. “Temos um fato curioso, que neste ano o XV perdeu oito jogos, porém apenas três foram quando a equipe estávamos em um processo competitivo, já que não estávamos classificados para a fase seguinte, seja na Série A2 ou na Copa Paulista. Os demais jogos foram aqueles que teoricamente poderíamos perder, sendo que a maioria mesclamos os atletas, poupando pelo cansaço ou por estarem suspensos. Quando a equipe está bem focada, conseguimos bons resultados e ultrapassar os obstáculos, seja eles quais forem”, concluiu.


Mauro Adamoli
[email protected]