10º Baep e Polícia Civil estouram ‘tribunal do PCC’, prendem 6 criminosos e libertam vítima

Criminosos foram levados à DIG/Dise de Rio Claro (Divulgação/10º Baep)

Uma ação conjunta do 10º Baep (Batalhão Especial de Polícia) e policiais civis da DIG/Dise (Delegacia de Investigações Criminais e Delegacia de Investigações Sobre Entorpecentes) de Rio Claro resultou nas prisões de seis criminosos que estariam envolvidos em um “tribunal do PCC”, na tarde desta segunda-feira (20), em Rio Claro. Uma vítima, que estava amarrada pelos pés e mãos, e que “seria julgada” foi libertada.

O Baep informou que por voltas das 15h estiveram no Jardim Novo I e equipes da PM da cidade para apurar uma denúncia sobre um “tribunal” que ocorreria em uma chácara. Em ação conjunta, com os policiais da DIG/Dise, eles constataram que dois suspeitos tentavam fugir sobre os telhados das casas, mas foram alcançados, um deles portava uma pistola na cintura, com 12 munições. Durante as buscas na chácara localizaram outro acusado.

Pistola foi apreendida com o suspeito (Divulgação/10º Baep)

Durante as buscas na chácara, os policiais encontraram a vítima, um homem de 39 anos, que estava amarrado pelas mãos e pés, e com lesões no peito, nas costas, nos punhos e tornozelos, possivelmente em decorrência de tortura pelos criminosos.

Todos os suspeitos foram encaminhados à sede das delegacias especializadas, onde confirmaram que um deles fugiu do Centro de Reabilitação da cidade Itaituba, no Pará.

Os policiais civis conseguiram prender durante outras buscas realizadas na cidade, mais três suspeitos de envolvimento no “tribunal do crime”.

Cristiani Azanha

[email protected]

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

5 × dois =