10º Baep participa de simulação de atiradores com vários reféns

Com o objetivo de preparar os policiais do 10º Baep (Batalhão de Ações Especiais de Polícia) para atuação em situações críticas envolvendo feridos e possíveis mortos, o efetivo participou do treinamento “Atirador Ativo”, que simulou situações de um criminoso que invadiu shopping, mesquita ou escolas, por exemplo. A atividade foi realizada na quinta-feira (21) e sexta-feira (22) no campus Taquaral da Unimep (Universidade Metodista de Piracicaba). Foi ministrado pelo capitão Guilherme Boldrini, que é fundador e ex-integrante do 1º Baep de Campinaseque atualmente está no 20º BPM/I (Batalhão de Polícia Militar), em Barueri. Possui diversas especializações, entre elas curso em Houston, Texas – EUA e foi o principal instrutor da matéria, juntamente com o sargento da PM Wagner Alves Pereira, recém-formado no curso de Ações Especiais na Rota (Ronda Ostensiva Tobias de Aguiar).

Policiais simularam invasão de escola, mesquita ou shopping (Fábio Geronimo)

O treinamento visa a aplicação de protocolos rápidos de intervenção dos PMs na
contenção de suspeitos e preservar a vida do maior número de pessoas. Os policiais foram instruídos sobre a parte teórica do assunto na sala de aula
do 10º Baep e depois encaminhados até a Unimep. Eles se depararam com simulações de ação com atiradores e vítimas, contando com diversos figurantes, armamento de airsoft e um cenário caótico.

Eles se depararam com simulações de ação com atiradores e vítimas (Fábio Geronimo)

Segundo Boldrini, “tal conhecimento foi aprendido com os policiais norte-americanos, os quais contam com grande número de ocorrências dessa modalidade e destacou ainda a importância de se treinar os operadores no cenário mais conturbado possível para que eles se ambientem da melhor maneira e tenham a sua consciência situacional mais alinhada com os protocolos de atendimento frente a esses cenários, para que dessa forma possam preservar a vida de mais pessoas”, disse o policial que ressaltou que os treinamentos refletem no melhor atendimento à população.

LEIA MAIS

Cristiani Azanha

[email protected]

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

dezenove − dezesseis =