Abordagem foi realizada pelo 10º Baep (Divulgação)

Os policiais militares do 10º Baep (Batalhão de Ações Especiais de Polícia) prenderam um homem de 39 anos, que seria integrante do PCC (Primeiro Comando da Capital) durante a Operação interestadual Torrentes 2, que envolve policiais militares paulistas e mineiros. O acusado foi preso em sua moradia, no Parque Itália, em Sumaré. Ele também tinha mandado de prisão preventiva decretado pela Justiça por acusação de tráfico de drogas, em Minas Gerais. Na casa do foragido, os policiais também teriam localizado cartas oriundas de vários presídisos. As anotações foram apreendidas.

A operação contra o crime organizado e consequentemente o tráfico de drogas foi desencadeada pelo Gaeco (Grupo de Atuação Especial no Combate ao Crime Organizado) do MP (Ministério Público) e a 4ª Promotoria de Justiça da Comarca de Frutal/MG, em conjunto com a 3ª Companhia de Polícia Militar Independente e o 67º Batalhão de Polícia Militar, unidades da 5ª Região da Polícia Militar de Minas Gerais, Depen/MG (Departamento Penitenciário de Minas Gerais), 10º Baep e o Gaeco – Núcleo de Campinas.

O nome da operação faz uma referência a “Torrente”, que significa curso de água rápido, abundante e impetuoso, geralmente produzido por chuvas. Em virtude da intensidade, causa danos e estragos. É também conhecido por Torrente um grupo de indivíduos que toma conta de algo impetuosa e intensamente. Historicamente, o município de Frutal está sob região do Aquífero Guarani, sendo Frutal conhecida por sediar a “Cidade das Águas”. Assim como a primeira fase, a presente operação remete a ação impetuosa da Justiça, face a grupos criminosos que, veementemente, têm lesado a sociedade, causando inumeráveis danos.



Cristiani Azanha

[email protected]

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

1 × um =