A força da enxurrada invadiu os imóveis feitos de madeira, destruindo a base e arrastando telhas e madeiras. /Foto:

A tempestade que atingiu Piracicaba ontem à tarde causou danos em 40 das 100 moradias existentes na Comunidade Renascer, próximo ao Novo Horizonte. As famílias tiveram as casas invadidas pela força das águas e o forte vento danificou os telhados. Em vídeo, o apoiador da comunidade, Gabriel Colombo, registrou os danos em algumas casas.

A força da enxurrada invadiu os imóveis feitos de madeira, destruindo a base e arrastando telhas e madeiras. Por não terem para onde ir – relatou Colombo – as famílias resolveram tentar restaurar o que sobrou das moradias e permaneceram na comunidade.

“As moradias não ficaram inabitáveis porque elas (famílias) não têm para onde ir. Vão ficar nessa situação precária”, afirmou o apoiador.

“As famílias vão buscar a solidariedade para consegui colchões cobertores e outras coisas que molharam, os que não conseguiram recompor os telhados estão com as casas molhadas”, acrescentou.

O grupo de 400 famílias está na área ocupada há cerca de dez meses, elas reivindicam condições para conseguir uma moradia.

DOAÇÕES

Gabriel Colombo destacou que as pessoas que se dispuserem a auxiliar as famílias que sofreram prejuízos com as chuvas na comunidade renascer, podem buscar informações nas redes sociais da comunidade no Facebook e Instagram.

Para quem preferir visitar a comunidade e verificar as necessidades das famílias, o endereço é rua Zulmira Ferreira do vale, 930. 2ª

TEMPESTADE

A chuva de ontem foi a segunda tempestade registrada em Piracicaba na semana. Na segunda-feira, a cidade sofreu os impactos de uma forte chuva com rajadas de ventos. A chuva de ontem derrubou árvores, inundou ruas e deixou vários bairros sem ener400 famílias vivem em área ocupada há dez meses energia elétrica.

Beto Silva
[email protected]

LEIA MAIS:

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

5 × 5 =