Cidade registra 5.277 casos positivados e 148 óbitos (Foto: Claudinho coradini/JP)

Piracicaba lidera o ranking de mortes e infectados pelo novo coronavírus na região composta por 26 municípios que fazem parte do DRS (Departamento Regional de Saúde)-10. O total de mortos na cidade equivale a 55% da soma dos óbitos dos 25 municípios, enquanto os infectados representam 50%.

Ontem Piracicaba registrou mais seis mortes por covid-19 e 195 novos casos confirmados da doença. Com essa atualização, a cidade contabiliza 5.277 casos confirmados e 148 óbitos. A partir dos dados fornecidos pelas assessorias de imprensas e disponibilizados nos sites das prefeituras, as cidades somavam 269 mortes e 10.556 infectados.

Já a taxa de letalidade, em Piracicaba é de 2,80% e na região, 2,54%. A cidade de Limeira ocupa o segundo lugar no ranking de mortes e casos positivos. São 110 mortos e 3.568, conforme os dados disponibilizados ontem.

As cidades de Águas de São Pedro, Analândia e São Pedro não informaram sobre a situação da covid-19 e os dados não estão disponíveis.

Mapa da Covid-19 na região.

SITUAÇÃO NO ESTADO

Nesta quinta-feira o Estado de São Paulo registra 19.038 óbitos e 402.048 casos confirmados do novo coronavírus. Dos 645 municípios paulistas, houve pelo menos uma pessoa infectada em 636 cidades, sendo 423 com um ou mais óbitos. Entre o total de casos diagnosticados de covid-19, 252.699 pessoas estão recuperadas, sendo que 56.057 foram internadas e tiveram alta hospitalar. O número de pacientes internados no Estado é de 14.866, sendo 8.884 em enfermaria e 5.982 em unidades de terapia intensiva, conforme dados das 10h30 da manhã de ontem.

1 MILHÃO DE TESTES

O Estado de São Paulo já realizou mais de 1,1 milhão de exames para diagnóstico do novo coronavírus. O balanço inédito foi apresentado na coletiva de imprensa desta quinta-feira, com o lançamento do Placar de Testes do Governo de São Paulo.

O levantamento totaliza 1.158.851 testes realizados até o dia 30 de junho e mostra um aumento de 514% no volume de testagem, desde abril, com crescimento mensal e gradativo. Em março, foram 26 mil; em abril, quadruplicou, chegando a 108 mil; em maio chegou a 361 mil, mais que o triplo em comparação ao mês anterior; por fim, em junho, novamente foi dobrada a capacidade, chegando a 663 mil testes no mês passado.

Em julho, na primeira semana epidemiológica (entre os dias 5 e 11), foram 128 mil testes. Os números são resultados das iniciativas de ampliação da testagem na rede pública de saúde e do monitoramento da rede privada, congregando informações.

TESTES RÁPIDOS

Ela destacou ainda as medidas de incentivo à testagem, como o Selo de Testagem cedido às empresas, a Resolução que estipulou a obrigatoriedade de reportar números de testes realizados e as ferramentas de monitoramento desenvolvidas para contribuir com as atividades de Vigilância. O balanço apresenta ainda a proporção dos tipos de testes utilizados. Ainda em março, havia apenas diagnóstico por RT- -PCR (transcriptase polimerase). A partir de abril, os testes rápidos passam a ser utilizados com maior ênfase, respondendo por 17% do total de exames naquele mês. Em maio, o percentual saltou para 33% e, em junho, chegou a 34%. No início de julho, a proporção é de 43%.

INDENIZAÇÃO

A Câmara dos Deputados concluiu nesta semana a análise do projeto de lei que prevê o pagamento de compensação financeira de R$ 50 mil aos profissionais de saúde por morte ou incapacidade permanente para o trabalho após serem contaminados pela covid-19 ao atuarem diretamente no combate à pandemia.

A indenização será paga pela União. O texto do projeto  estabelece que, no caso de morte, o valor será dividido igualmente entre os dependentes e o cônjuge ou companheiro.

Além desse valor, serão pagos R$ 10 mil a cada ano que faltar para o dependente menor de 21 anos atingir essa idade. A indenização será estendida aos 24 anos, caso o dependente esteja cursando ensino superior na data do óbito. Para dependentes com deficiência, a indenização será de R$ 50 mil, independentemente da idade.

Beto Silva 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

16 − 10 =