1,8 mil reeducandos da Penitenciária participam da ‘Jornada da Empregabilidade’

Jornada de Empregabilidade foi realizada na Penitenciária

Cerca de 1,8 mil ressocializandos da Penitenciária Masculina de Piracicaba participaram na última semana da 3ª Jornada de Cidadania e Empregabilidade, que ocorreu na unidade prisional. Foram realizadas oito palestras com temas variados, além da aferição de pressão arterial, peso, teste de glicemia e testes rápidos de Hepatite B, Hepatite C, Sífilis e HIV com 110 reclusos, totalizando 1.100 procedimentos, por meio da parceria com alunos e professores da Escola da Saúde de Piracicaba (ESAUP).

De acordo com a direção do presídio, no pavilhão escolar, as professoras da escola vinculadora Escola Estadual Prof. “Elias de Mello Ayres”, desenvolveram atividades relacionadas à água (consumo, preservação e prevenção da dengue), promovendo uma sala temática para exposições dos trabalhos confeccionados pelos reeducandos.

Durante a jornada foram confeccionados 74 carteiras de trabalho e Previdência Social, 30 cédulas de identidade e 104 certidões de nascimento dos presos.

A cerimônia de encerramento contou com a presença do juiz corregedor da unidade André Gonçalves Fernandes e o defensor público Anísio Vieira Caixeta Júnior, além dos vereadores e o diretor da unidade Elcio José Bonságlia.

“A realidade não pode se restringir a uma visão já ultrapassada, de que o preso deve ficar lá, esquecido, visando só à lei. Na verdade, o trabalho de ressocialização é um trabalho de esperança, de que esses presos possam ser pessoas melhores. Por isso essas jornadas são incentivadas e importantes”, afirmou o juiz corregedor.

 

Cristiani Azanha