Crianças Crianças com os pais/familiares durante aula na escola de música Harmonia. (Claudinho Coradini/JP)

Crianças com os pais/familiares durante aula na escola de música Harmonia. (Claudinho Coradini/JP)

A música é algo que sempre esteve presente na cultura da humanidade e é reconhecida como uma grande ferramenta de desenvolvimento da mente humana, conforme a educadora especializada em musicalização infantil Cris Baroni, diretora da escola de música Harmonia. Neste contexto, a quantidade de brinquedos com sons existentes no mercado infantil não é à toa e cada vez mais educadores e pais identificam a importância da música na formação e no crescimento da criança em várias faixas etárias.

Segundo Cris Baroni, na primeira infância as crianças estão com as “portas das habilidades” abertas, ou seja, este é um momento muito importante para o desenvolvimento intelectual e humano e é aí que a musicalização entra, buscando aprimorar a percepção musical do indivíduo. “O que se aprende nos primeiros anos é levado por toda a vida. Um bom exemplo disso é a nossa memória auditiva. Quem não se lembra de uma música aprendida na infância? Sendo guiada aos primeiros passos do conhecimento musical, a criança começa a ter contato com uma forma de arte e novas possibilidades se abrem”, disse.

A profissional explicou também que o método de ensino da musicalização infantil acontece por meio da vivência prática da criança, o que significa que ela aprende música fazendo música. “Trata-se de um processo de construção do conhecimento musical, que tem como principal objetivo despertar, desenvolver e incentivar o gosto pela música, estimulando e contribuindo com uma formação mais completa do ser humano”, afirmou.

Cris apontou que é através da musicalização infantil que a criança ouve, observa, imagina, cria e executa, seja cantando, tocando ou se movimentando. “Com todo um planejamento diversificado, propicia-se um desenvolvimento e aperfeiçoamento da percepção, memorização, socialização e expressividade dos pequenos”, falou.

Equilíbrio, coordenação motora, autoconfiança, concentração elevada e raciocínio mais ampliado são as habilidades desenvolvidas por esta arte. “A musicalização também ajuda a criança a melhorar seu desempenho nos estudos escolares e em seus relacionamentos sociais”, disse.

Respeitando a fase de cada criança, a musicalização infantil é aplicada em bebês a partir dos oito meses e crianças de até sete anos. “Desenvolvemos uma educação musical ativa e criadora, seguindo as etapas do desenvolvimento psicológico da criança. Cabe salientar que o aprendizado musical se estende também na formação de um bom ouvinte e apreciador musical, que cresce com maior qualidade de vida, podendo se valer da música como hobby ou até mesmo como profissão”, explicou.

Cris comentou ainda que o amor das pessoas pela música, de uma forma em geral, facilita o processo de aprendizagem. “Já imaginou a sensação que se vivencia ao tocar a sua música favorita? A eficiência do aprendizado é consequência de um profissional capacitado, atento às necessidades dos alunos e aberto às adequações no seu planejamento”, relatou.

(Jessica Souza)