Painéis serão transmitidos pelo canal Esalq Mídias no YouTube Foto: Claudinho Coradini/JP

A 63ª Semana Luiz de Queiroz começa na próxima segunda (5) e tem como foco bioinsumos, produtos que proporcionam controle de pragas e maior produtividade sem impactar o meio ambiente. A programação é aberta à comunidade e pode ser acompanhada pelo canal Esalq Mídias, no YouTube. Entre os convidados estão representantes do Mapa (Ministério da Agricultura) e pesquisadores de renomadas universidades internacionais voltadas à agricultura.

De acordo com João Roberto Spotti Lopes, vice-diretor da Esalq/USP, na abertura do evento, em 5 de outubro, às 9h30, o diretor de inovação do Mapa, Cleber Soares Oliveira, participa – junto a outras autoridades – para falar um pouco sobre o Programa Nacional de Bioinsumos, lançado neste ano.

Para se aprofundar nas políticas públicas, mercado e questões de inovação de bioinsumos, às 10h30, Alessandro C. Fidelis representa o Mapa; André M. Dias, a Spark Inteligência Estratégia; José Roberto P. Parra, a Esalq; e Wagner Bettiol, a Embrapa Meio Ambiente no primeiro painel.

Segundo Lopes, o Programa apresenta “uma série de medidas visando estimular o uso de bioinsumos por agricultores, pecuaristas e também estimula a pesquisa nessa área para que novos produtos baseados em biológicos possam ser desenvolvidos e disponibilizados”, conta.

O vice-diretor da Esalq lembra ainda que o foco dos países em geral é a implantação de modelos sustentáveis na agricultura e pecuária, por isso a relevância do tema escolhido. “Métodos que são menos impactantes para o controle de pragas e doenças e que possam promover um bom crescimento de planta e boa alimentação animal”.

No dia 6, 7 e 8 de outubro, sempre às 11h30, serão realizados painéis que ampliam a discussão de bioinsumos para o âmbito internacional com pesquisadores de universidades da China, Holanda e Estado Unidos.

Andressa Mota

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

dezenove − quinze =