9 pacientes com coronavírus aguardam por uma vaga na UTI

Segundo a Cross, demanda de transferências para casos de covid-19 mais que dobrou nos últimos dias. (Foto: Amanda Vieira/JP)

Nove pessoas aguardam por uma vaga em UTI (Unidade de Terapia Intensiva) para tratamento de covid-19, em Piracicaba. De acordo com a Secretaria de Saúde, os pacientes estão em unidades de suporte ventilatório em unidade respiratória. A diferença entre essas unidades e as UTIs, segundo a pasta, é que as UTIs dispõem de uma maior complexidade. “Mas nas unidades de suporte ventilatório é possível dar cuidado aos pacientes com síndrome respiratória aguda grave sem muita complexidade. Há fisioterapia, médicos, enfermeiro, técnico de enfermagem e assistente social”informou a secretaria.

Os critérios de transferência para unidade intensiva são as complexidades que o paciente precisa e que não são disponibilizadas nas unidades respiratórias, como, por exemplo, hemodiálise, cardiologia e neurocirurgia. Na semana passada, o Ministério Público pediu que a prefeitura corrigisse a informação sobre leitos de UTI, por considerar as unidades de suporte ventilatório como UTI.

CENTRAL DE REGULAÇÃO

A secretaria de Saúde do Estado informou ontem que a demanda de transferências para casos de covid-19 registradas na Cross (Central de Regulação e Oferta de Serviços de Saúde) mais que dobrou em comparação ao pico da pandemia: atualmente, são 1,5 mil pedidos por dia, contra 690 em junho de 2020, quando foi o auge da primeira onda. Já houve mais de 180,3 mil regulações desde março do ano passado.

A regulação, conforme informou o Estado, depende da disponibilidade de leitos e de condição clínica adequada para que o paciente seja deslocado com segurança até o hospital de destino.

A secretaria estadual informou que rede de saúde está impactada com o aumento de casos e internações. Anteontem, 24,9 mil pessoas estavam internadas por suspeita ou confirmação de covid-19, sendo 10,7 mil em UTI e 14,2 em enfermaria.

O Governo de SP anunciou a abertura de mais de 1 mil leitos e 12 hospitais de campanha. Até abril, o estado terá mais de 9,2 mil leitos de UTI, contra 3,5 mil antes da pandemia.

Beto Silva
[email protected]

LEIA MAIS:

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite o seu comentário!
Por favor, entre com seu nome

dezoito + sete =