A cura dos músculos após o exercício! Como funciona?

Sabe quando você vai para a academia ou realiza alguma atividade física que não estava acostumado e no dia seguinte, fica cheio de dores musculares? Sentar é quase uma ação penitente que te faz pensar duas vezes antes de realizar o movimento? Isso acontece porque o exercício deixa os músculos com lesões microscópicas e o corpo todo se altera através de lugares chamados núcleos, que são centros de controle das células musculares para regenerar está musculatura.
Em um recente estudo que saiu há poucos dias na Revista Científica Science intitulado “Resealing and rebuilding injured muscle” mostrou através de imagens que este mecanismo de reparo muscular até então desconhecido no campo da fisiologia, faz com que estes núcleos logo após o exercício são direcionados para o local das rupturas nas fibras musculares e emitem comando para que novas proteínas sejam sintetizadas para esta reconstrução muscular. Este processo começa a ocorrer mais fortemente cerca de 5 horas após a lesão muscular e de acordo com a pesquisa, cerca de 24 horas após a lesão, o reparo muscular feito pelos núcleos estava quase completo. Lógico que isso depende da gravidade da lesão, mas em exercícios moderados ou quando aquela pessoa que não tem costume de fazer atividade física, é geralmente isso que acontece.
O mecanismo que desencadeia a lesão muscular é na maioria das vezes feita através de contração excêntrica do musculo, onde eles são alongados com a geração de força muscular ao mesmo tempo, e através disso, os sarcômeros, que são as unidades motoras de cada músculo se rompem e causam um dano na célula muscular. Eu já tive a experiência de correr forte em descida e ficar uns dois dias com dores. Imagine o quanto eu devo ter “rompido” de fibras musculares para ficar com estas dores durante dois dias?
Qual a importância deste tipo de pesquisa? No futuro bem próximo, existirá tratamentos médicos onde substancias químicas podem acelerar este processo de recuperação de uma lesão, não só relacionada a atividade física, mas também a qualquer tipo de lesão. Mas sem camuflar o processo inflamatório, como o que acontece quando tomamos um analgésico para não sentir as dores do exercício. E também esta pesquisa é importante porque mostra que a regularidade na atividade física faz com que seu corpo se adapte e crie cada vez mais ajustes para que você não fique com dor após os exercícios. Por isso é importante a consistência e aderência a atividade física. Boa sorte e até a próxima!

LEIA MAIS

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

19 − 12 =