A história das corridas de carros na década de 1960 é tema de exposição

Foto: Alessandro Maschio/JP

Piloto Maks Weiser é a peça central da mostra, que conta fatos e curiosidades

A exposição ‘História das Corridas e Pilotos de Piracicaba’ está com visitas abertas até o próximo dia 4 na Biblioteca Pública Municipal Ricardo Ferraz de Arruda Pinto (rua Saldanha Marinho, 333, Centro). O espaço funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h, e, aos sábados, das 8h ao meio-dia. A mostra foi desenvolvida com base no resgate de Maks Wiser, piloto de destaque nas corridas promovidas em Piracicaba a bordo do veículo modelo DKW, com o número 74.

Weiser nasceu na Capital paulista e veio para a ‘terrinha’ em 1951 para estudar na Esalq (Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz). A família era proprietária de um posto de gasolina na rua Governador Pedro de Toledo e o jovem assumiu os negócios, momento que também começou a negociar carros. Ele comprou seu primeiro veículo, um Ford 1939, aos 14 anos de idade.

Articulando com Piracicaba e com o então prefeito Salgot Castillon (1921-2002), Weiser cria o Circuito Automobilístico de Piracicaba. Ele participou das corridas na cidade e em várias outras, inclusive de outros Estados brasileiros. Mas mesmo antes de Weiser, em agosto de 1939, o município sediava o Grande Prêmio ‘Adhemar de Barros’, um homenagem ao interventor federal do Estado.

“É muito interessante receber essa exposição, que resgata a memória de parte da história de Piracicaba, com enfoque nas corridas de rua na área central, com relatos do idealizador e piloto campeão na época. Os documentos do acervo pessoal do Maks Weiser, bem como todas as fotos retratadas em seu livro, nos remetem ao passado e nos permite vivenciar a emoção dos apaixonados por automobilismo”, ressalta a diretora da Biblioteca, Melysse Martim.

Além das histórias, há curiosidades como o grande número de público, que chegou a 70 mil pessoas na segunda prova em Piracicaba, em 1960, e o uso de fardos de bagaço de cana-de-açúcar para proteger os pilotos dos acidentes. Também tem destaque o concurso, no mesmo ano, de rainha e princesas da corrida – Silvia Hage foi a vencedora.

Cristiane Bonin
[email protected]

LEIA MAIS

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, entre com seu comentário!
Por favor, entre com seu nome

cinco + treze =