A ousadia das cores e o Feng Shui na sua casa

Que tal personalizar cômodos da casa incorporando um tom alegre ou sofisticado aos espaços? Usar e abusar da cor em paredes ou mobiliários está em alta. E o Feng Shui também pode (e deve!) entrar em ação.

Do hall de entrada ao banheiro, introduzir um colorido ao ambiente não faz mal a ninguém. Além disso, as cores proporcionam personalidade, estilo e alegria aos espaços, e segundo o Feng Shui, são terapêuticas e esbanjam energias e estímulos.
Para a arquiteta Luciana Pacheco “a cor ideal é aquela que harmoniza o desejo do cliente com o conceito geral do projeto”. O ponto de partida de um projeto realizado pela profissional num apartamento de 360 metros quadrados, do edifício Ômega, foi aliar diferentes tonalidades aos ambientes. A ideia partiu de sua cliente, que na época tinha 71 anos. “Um dos primeiros pedidos que ela me fez foi: ‘Quero sair do monocromático, clássico e convencional para um estilo mais moderno, colorido e alegre’”, diz.
O uso das cores no projeto elaborado por Luciana permitiu conquistar o objetivo da sua cliente. O apartamento saiu do tradicional e ousou nos espaços. Além disso, conquistou um estilo moderno e levou alegria aos cômodos. “Todos os ambientes têm uma marca de ousadia e modernidade, tanto na cor quanto na forma e na escolha de todos os acabamentos”, destaca a profissional.

AS CORES SEGUNDO O FENG SHUI

que elas estabelecem aos ambientes da casa pode facilitar, e muito, na hora de escolher a tonalidade ideal para determinado cômodo. Para os que acreditam no poder das cores, a aplicação do Feng Shui em casa pode ser vantajosa. “Feng significa vento e Shui água. O Feng Shui é a harmonização dos ambientes no lar e no trabalho, cujo objetivo é fazer fluir o Ch’i, energia vital presente em cada um de nós e no meio ambiente, analisando a casa como um todo, desde a relação dela com a rua, terreno, posicionamento correto dos móveis, objetos de decoração, plantas e cores, melhorando os aspectos de equilíbrio, saúde, amor e prosperidade. (A técnica) trabalha o equilíbrio dos opostos (ying e yang) e dos cinco elementos da natureza (água, terra, madeira, fogo e metal)”, explica a consultora de Feng Shui com especializações na Argentina, Índia, Brasil e Chile, Rosana Mariconi.

De acordo com Rosana, as cores devem ser inseridas nos ambientes sem exageros. O excesso pode desequilibrar os espaços já que, segundo o Feng Shui, elas interferem diretamente nas sensações e sentimentos bons quando bem empregadas. “As cores têm influências sobre o indivíduo porque possuem vibrações. Se utilizadas corretamente nos setores dentro do ba-guá (instrumento utilizado pelo Feng Shui), que é uma bússola octogonal em que cada área possui um significado, uma cor e um dos elementos da natureza, a potencialização é bem melhor”, explica.

Mas se acha arriscado ou ousado demais mudar drasticamente a cor da parede de algum ambiente da casa saiba que as diferentes tonalidades e, claro, o Feng Shui, também podem estar presentes na decoração. “O que se coloca (na casa) deve ter um sentido, uma função daquele objeto estar ali e não só porque é tendência da moda. (A decoração) deve também agradar, porque o próprio Feng Shui diz que o que incomoda é prejudicial. Você usando o seu ‘sentir’, com certeza saberá com bom senso escolher o que for mais auspicioso (na aplicação da técnica) para o seu lar ou trabalho”, ressalta a consultora.

SIGNIFICADO DAS CORES

Cada ambiente da casa possui uma cor ideal para integrá-lo, assim como cada cor possui significados distintos. Por isso, Rosana explica a seguir sobre as cores e os ambientes segundo o Feng Shui.

VERMELHO: a cor do fogo, da paixão, força; proporciona a interação entre as pessoas. Os tons avermelhados são ideais para locais de convívio, como sala de estar e jantar. Em pequenas doses, dá ao ambiente um ar de glamour e até exótico.

LARANJA: aguça os cinco sentidos, é alegre, social e atraente, estabelece generosidade, otimismo e entusiasmo. É a cor do equilíbrio, ideal para ser usado nas salas de reuniões, locais onde a família se encontra para conversar, como sala e cozinha, salas de estudo e para quem trabalha com alimentos. Em excesso, cria brincadeiras fora de hora, conversas demais e aumento do apetite.

AMARELO: a cor da luz, inteligência, sabedoria, comunicação e concentração. Proporciona aconchego, está associada à flexibilidade e boa sorte. É um coringa, principalmente em local onde pretende-se estimular a comunicação e as atividades mentais. Boa para todos os ambientes, internos e externos e até para escritórios. Na cozinha, favorece reuniões em família. Deve ser aplicada em ambientes escuros.

VERDE: significa esperança, satisfação e abundância, acalma o sistema nervoso e pessoas agitadas. Proporciona momentos de paz, equilíbrio e cura e é indicada para todos os ambientes. Nos banheiros é aconselhável ter toalhas, plantas ou detalhes de acabamento em verde vivo, pois purificamos o corpo, renovando nossas energias neste local. Nos dormitórios, deve-se ter tons de verde em destaque nas roupas de cama e tons claros nas paredes.

AZUL: cor da purificação, é a única que tem o poder de desintegrar as energias negativas. Proporciona serenidade, inspiração, paciência, calma e busca da verdade interior. Ideal para quartos de crianças e adultos hiperativos (em tons suaves), banheiros e lavabos.

LILÁS: cor da espiritualidade e intuição. É uma das cores que mais têm influência nas emoções e humores, além de efeito purificador. O lilás tem que ser suave, quase azulado, pois o lilás forte gera dispersão, depressão e ansiedade, principalmente se for pintado em paredes de ambiente inteiro. Ideal para locais de meditação e quartos de quem está convalescendo.

ROSA: é a cor do amor, da beleza, saúde, moralidade e do romantismo e representa intenções puras. Também está associada à compaixão e ao respeito próprio. Atrai felicidade afetiva e simpatia. Indicada para hall de entrada, quarto de casal, quarto de bebês meninas e adolescentes e clínicas de estética.

PRETO: respeito, trabalho e firmeza. Dá um ar de requinte, porém sua aplicação deve ser cuidadosa para não dar a sensação de angústia e opressão. É usada em pequenos detalhes na decoração, em acabamento, por ter um ótimo efeito tanto dentro como fora de casa para fazer contrastes, principalmente com o branco, em papéis de parede, composição com outra cor e objetos de decoração.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite o seu comentário!
Por favor, entre com seu nome

1 × 4 =