Acusado de ameaçar familiares morre em confronto com a polícia

Caso foi registrado na noite de ontem (15)l (Claudinho Coradini/JP)

Acusado de agredir os familiares morreu, após se envolver em um confronto com os policiais militares, no bairro Pompeia, na noite na terça-feira. Ele estaria alterado e possivelmente sob efeito de entorpecentes, de acordo com a Polícia Militar. O homem teria ameaçado jogas pedaço de madeira e pedras nos policiais, que chegaram para atender o caso.

Segundo o boletim de ocorrência, por volta das 16h30, os policiais foram acionados para atender um caso de violência doméstica. Quando chegaram ao local informado surpreenderam uma estudante de 27 anos, que teria informado que seu ex-companheiro, esteve em sua casa violento e aparentemente sob efeito de alguma droga. Ele fez ameaça de morte aos familiares da vítima, inclusive ao filho do casal de três meses. O suspeito já não estava mais no local, mas foi localizado ainda nas proximidades.

Os policiais desceram da viatura e mandaram que o suspeito parasse para ser abordado, mas ele teria pegado um pedaço de madeira. Os policiais teriam se abrigado atrás da veículo estacionado nas proximidades. O homem soltou a madeira e pegou uma pedra e esboçava a intenção de jogar em direção dos policiais, de acordo com versão dos PMs.

Um dos policiais atirou na perna do suspeito, mas mesmo ferido, ele não parou. Outro policial fez mais um disparo e caiu.

Os policiais chegaram a acionar a equipe de Resgate do Corpo de Bombeiros, mas o homem não resistiu. Familiares teriam informado aos policiais que ele era usuário de drogas, álcool e medicamentos controlados. No quarto do homem, os policiais teriam localizado cinco microtubos de cocaína e oito pedras de crack. O caso foi registrado como morte em decorrência de intervenção policial e violência doméstica.

Cristiani Azanha

[email protected]