Polícia localizou carro incendiado do acusado (Divulgação/Polícia Rodoviária)

Um homem, que foi preso em flagrante após ser acusado de estuprar a própria filha, se matou, por enforcamento, enquanto estava em uma cela do plantão policial de Piracicaba, na tarde deste domingo (30). O carro do suspeito (incendiado) foi localizado pela Polícia Militar. A Polícia Civil apura o caso.

Segundo a Polícia Militar Rodoviária, às 6h40 deste domingo, os policiais foram avisados, por meio do Copom (Centro de Operações de Polícia), sobre um caso de tentativa de estupro. Os PMs apuraram que a vítima foi localizada por um morador. Ela estava descalça e visivelmente abalada.

A adolescente desabafou que havia ido com os pais até o local de trabalho da mãe, para deixá-la, e no retorno para casa, seu pai parou com o veículo na portaria de um motel.

Ainda conforme a PM, eles tiveram uma discussão e a atendente do estabelecimento não permitiu a entrada dos dois. O suspeito seguiu até debaixo do viaduto, na rodovia Geraldo de Barros (SP-304), onde teria tentado tirar a roupa da filha, no intuito de estuprá-la. Houve reação por parte da filha, que desferiu uma pedrada na cabeça dele.

A menor foi abandonada no local e o acusado fugiu. O Copom informou ao Patrulhamento Rodoviário sobre o carro usado pelo suspeito e após intensificar o policiamento, encontraram o veículo capotado e incendiado a 800 metros do local em uma estrada rural.

Uma equipe da PM seguiu até a casa da vítima, onde encontrou um irmão dela. Minutos depois, a mãe da vítima retornou para casa após saber que o carro da família havia sido incendiado. Somente depois que chegou ao imóvel foi informada pelos policiais sobre a acusação de tentativa de estupro do marido. Os PMs constataram que o acusado estava no interior da residência, onde ele foi abordado. O homem foi encaminhado à UPA (Unidade de Pronto Atendimento) da Vila Sonia, para passar por exame de corpo de delito, devido aos ferimentos causados em decorrência do capotamento do carro. Após receber alta médica, o indiciado foi encaminhado até a delegacia onde foi realizado o teste do etilomêtro (bafômetro), resultando 0,48 mg de álcool por litro de ar alveolar. A atual legislação permite menor que 0,05.

O homem foi levado ao plantão policial, onde foi autuado em flagrante. Ele permaneceria preso até ser apresentado à audiência de custódia, mas ele se matou enquanto ainda estava na unidade policial. A Polícia Civil vai apurar o ocorrido com o acompanhamento da 9ª Corregedoria Auxiliar.

2 COMENTÁRIOS

  1. Um lixo a menos , todos os estrupadres deveriam égide esse exemplo .Assim nos pouparia de ter que conviver com esses vermes aqui.Ficam presos e quem os mantém em total mordomia somos nós através dos impostos que pagamos .

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

catorze + treze =