Africanos dominam Mundial de Meia Maratona da Polônia, único de 2020
Fonte: Agência Brasil

A queniana Peres Jepchirchir e o ugandense Jacob Kiplimo venceram neste sábado (17) o primeiro e único Mundial de Meia-Maratona deste ano, na cidade de Gdynia (Polônia), organizada pela World Athletics – Federação Internacional de Atletismo. Além de cruzar a linha de chegada em primeiro lugar, a queniana bateu o recorde mundial da prova de 21 quilômetros, ao completá-la em uma hora, cinco minutos e 16 segundos. 

Na disputa masculina, a briga pelo ouro pareceu uma revanche do que ocorreu na final da São Silvesre em 2019, quando o queniano Kubuwott Kandie ultrapassou o ugandense Jacob Kiplimo, já na linha de chegada., Hoje (17), quem levou a melhor foi Kiplimo e com direito a um novo recorde do Mundial: fechou a prova em 48 minutos e 49 segundo. Kandle termiinou a prova na segunda posição. 

Fundistas brasileiros na Meia Maratona da Polonia
Fundistas brasileiros na Meia Maratona da Polonia

Fundistas brasileiros participam de competição internacional deste o início da pandemia de covid-19 – CBAt/Divulgação

O destaque da participação brasileira ficou por conta de Andreia Hessel e Daniel Nascimento, que bateram recordes pessoais. Hessel completou a prova e, 76º lugar (tempo de uma hora, 14 minutos e 41 segundos),  e Nascimento ficou em 93º (uma hora, quatro minutos e 27 segundos). Também encerram a prova Gilmar Silvestre Lopes (75º lugar), Ederson Vilela Pereira (90º) e Valdilene dos Santos (94ª).

“A participação foi boa. A falta de ritmo causada pela pandemia, que cancelou muitos eventos, foi superada. Dos cinco atletas, dois conseguiram PB (personal best) e isso é um dado importante”, afirmou o treinador. E completou: “Como o esperado, o nível técnico da competição foi altíssimo.”

Africanos dominam Mundial de Meia Maratona da Polônia, único de 2020

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

onze − 3 =