Agente de saúde reclama de falha no atendimento do INSS

Marcelo Pupo reclama do atendimento no INSS local (Foto: Claudinho Coradini/JP)

O agente de saúde Marcelo Pupo reclama do atendimento prestado a ele na agência do INSS (Instituto Nacional de Seguro Social), no Centro de Piracicaba. Ele contou que no dia 18 de janeiro tinha perícia agendada e que aguardou por quatro horas no local até ser informado que o perito já havia ido embora.

Pupo disse que reclamou e outro médico o atendeu e o encaminhou para readequação profissional, sendo preciso passar por uma assistente social, o que ficou agendado para a sexta-feira (24). “O atendimento ficou marcado para as 13h e eu cheguei às 12h47”, contou.

O agente disse que às 16h15 a atendente percebeu que ele ainda estava aguardando ser chamado e foi verificar o que estava acontecendo. “Ela me viu esperar e quando eu disse que aguardava ser atendido, ela disse que a assistente havia ido embora às 14h, sem me atender”, contou. Pupo disse que ficou revoltado com o descaso do serviço prestado pelo INSS.

Ele disse que sofre de leucemia e que aguarda para realizar o transplante de medula, portanto, não pode se expor em ambientes com aglomerado de pessoas, nem em transporte público por causa da doença. “Total falta de respeito e consideração com cidadão, isso só vem mostrar o quão degradado está parte do serviço público no Brasil” reclamou.

Pupo disse que na sexta-feira, a atendente pediu para ele retornar ontem e tentar o atendimento com a assistente social. “Decidi não ir porque estou cansado desse descaso”, afirmou.

O INSS foi procurado via assessoria de imprensa e informou que está apurando o caso do agente.

Beto Silva