Alex de Madureira: Ele encara mandato como missão

Eleito deputado estadual pelo PSD (Partido Social Democrático) com 118.294 votos, (0,57% dos válidos), o piracicabano Alexander Muniz de Oliveira, o Alex de Madureira, ocupa pela primeira vez uma cadeira na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo.

Ele é um dos 50 novos deputados eleitos no estado nas eleições de 2018, o que representou a renovação de aproximadamente 50% do Legislativo.
Filho do casal Antonio e Maria, ele é irmão de Rita e Giuliana. Alex é casado com a servidora pública Elaine e pai de Matheus, de 17 anos.



Alex de Madureira é formado em análise de sistemas pela Unimep (Universidade Metodista de Piracicaba).

O deputado diz acreditar na transformação da vida das pessoas por intermédio da política. Ele coordenou em 2010 e 2014 campanhas para deputados estadual e federal, em 2012 e 2016 atuou também coordenador, nas eleições para o cargo de vereador em São Paulo.

Após o sucesso nos pleitos ele foi convidado para ser secretário parlamentar na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo e, em 2018, aceitou o desafio de sair candidato ao cargo de deputado estadual pelo PSD.

Na Alesp (Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo), ele é vice-presidente da Comissão de Saúde, vice-presidente do Conselho Ética e Decoro Parlamentar e membro da Comissão de Finanças, Orçamento e Planejamento.

Ao longo de 2019, Alex de Madureira destinou R$ 1,9 milhão em emendas parlamentares para Piracicaba. Segundo ele, grande parte para o setor de saúde, que representa 80% das demandas recebidas por seu gabinete.

Nesta semana o deputado estadual aceitou responder as questões do Jornal de Piracicaba para o Persona.

Como o senhor avalia este primeiro ano de mandato na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo?
Um ano de muito trabalho. Fui relator e autor de importantes projetos para São Paulo, conseguindo também auxiliar diversas cidades por intermédio de emendas parlamentares e indicações de convênios e parcerias com o governo do estado.

O senhor faz parte dos 50% de renovação da Assembleia Legislativa, como o senhor avalia esse processo? Em sua opinião, é preciso renovar o Legislativo?
Sou favorável à renovação, acredito que foi um apelo popular que acabou se concretizando por meio do voto.

Neste primeiro ano de mandato, quais ações o senhor destaca como mais importantes? Quais projetos o senhor apresentou?
Fui o relator dos dois projetos mais importantes do governo do estado na Alesp, como a Lei de Diretrizes Orçamentárias do Estado de São Paulo (LDO), que define as metas e prioridades orçamentárias do próximo ano, e o projeto de lei do Orçamento do Estado para 2020. Além disso, dentre os projetos que apresentei, destaco o PL 1141/19, que torna obrigatória a instalação de equipamento para pagamento por cartão de débito e/ou de crédito nas praças de pedágio do Estado e o PL 1212/19, que proíbe as farmácias e drogarias de exigir o CPF do consumidor no ato da compra sem informar, de forma adequada e clara, a concessão de descontos.

Quais são as principais demandas que o senhor que o seu gabinete recebeu neste primeiro ano?
Sem dúvida as principais demandas atendidas pelo gabinete são da área de Saúde Pública, seguidas por Educação, Segurança, Infraestrutura urbana e proteção animal.

O senhor tem um gabinete físico em Piracicaba?
Em breve vamos inaugurar um espaço na cidade, pois além de ser piracicabano, nosso mandato atende diversas demandas do município.

O senhor recebeu, nesta semana, representantes de entidades e de bairros de Piracicaba. Quais foram as demandas apresentadas por eles?
Estiveram em meu gabinete o presidente do Conseg (Conselho Comunitário de Segurança) de Piracicaba, Márcio José Pereira, o presidente da Associação de Moradores de Santa Olímpia, Arnaldo Stênico e o Padre Emerson Correr da Paróquia Maria Estrela da Evangelização, que apresentaram três projetos para o desenvolvimento do município. O primeiro projeto consiste na construção de uma quadra poliesportiva no bairro de Santa Olímpia, local com terreno já doado pelo município, para atender as jovens atletas dos bairros de Santa Olímpia e Santana.

O segundo projeto, realizado por intermédio do Conseg, pretende retirar as pessoas que estão em situação de vulnerabilidade, encaminhando-as para um ambiente acolhedor, baseado nos valores do escotismo.

O terceiro projeto, aborda uma Parceria Público-Privada (PPP), que integra os jovens aprendizes no trabalho do desenvolvimento de uma rota turística e cultural da cidade. Piracicaba anseia por desenvolvimento e iniciativas práticas para a melhoria da vida dos munícipes. Os projetos receberam meu apoio e vamos trabalhar para tirar as ideias do papel.

A questão dos pedágios nas rodovias da região tem sido um dos principais assuntos atualmente. Como o senhor tem se posicionado com relação ao assunto, o senhor é favorável à cobrança?
Sou contrário à cobrança do pedágio.

O senhor concorda com o fato de a privatização de estradas ser autonomia apenas do Executivo? Defende a necessidade de o Poder Legislativo também atuar nessas concessões?
Apesar de ser uma prerrogativa exclusiva do Poder Executivo, enquanto parlamentar vou fiscalizar a aplicação dos recursos, a melhoria da infraestrutura como duplicação da rodovia.

Como é o seu relacionamento com o governador João Doria (PSDB)?
Um relacionamento muito bom, com muito diálogo! O governador em apenas um ano de mandato tem demostrado sua forma de trabalho, sempre muito intenso e enviou grandes projetos para a Assembleia, um deles, por exemplo, trata da redução do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviço) para a aviação, possibilitando o aumento do número de voos no Estado e geração de empregos no setor, dentre tantos outros.

Até que ponto o partido influencia em suas decisões como parlamentar?
Costumo falar com os prefeitos e vereadores que sou um parlamentar partidário, o PSD, mas me proporciono de forma independente. Sempre conto com a experiência do nosso presidente Gilberto Kassab que é um dos principais articuladores políticos do país para nos respaldarmos em determinados assuntos legislativos.

O senhor foi candidato a deputado por indicação da igreja Assembleia de Deus, tanto que o Madureira do seu nome é uma referência ao Ministério. A igreja tem participação em suas decisões enquanto parlamentar? Até que ponto?
A Igreja foi fundamental para conquistarmos a vitória nas eleições. Uma das minhas bandeiras é prezar pela defesa da família e valores. Entendo esse mandato como uma missão, missão essa que me propus a cumprir.

Piracicaba está em uma região do interior onde as questões ambientais têm muita projeção, tanto pelo agronegócio como pelos rios. O senhor tem projetos voltados a questões ambientais?
Sim, uma das bandeiras do meu mandato é a proteção do meio ambiente e melhoria do saneamento básico. Piracicaba tem orgulho de ser um dos poucos municípios do país que trata praticamente de 100% do seu esgoto. Temos como bandeira “Desenvolvimento Sustentável”, temos que desenvolver sim, mas respeitando e protegendo a natureza.

Quais outras ações o senhor cita como importantes para Piracicaba e região neste primeiro ano de seu mandato?
Na área de educação conseguimos que três escolas estaduais passem a funcionar em período integral. Eu pedi seis escolas, mas só foi possível duas e a terceira consegui aos 45 minutos do segundo tempo. Tem o projeto de lei que institui o programa de recuperação de dependentes químicos para a população carcerária e o que cria a imunidade tributária para as entidades do terceiro setor.

Beto Silva