Aluna do Sud é medalha de ouro em olimpíada nacional de Astronomia

Em 2021, Camila continua nas seletivas da olimpíada de Astronomia | Foto: Arquivo Pessoal

A jovem piracicabana Camila Barrilao, recém-formada no Ensino Médio na Escola Estadual Sud Mennucci, inicia 2021 com a notícia de que é medalhista de ouro da concorrida OBA (Olimpíada Brasileira de Astronomia). Devido à conquista, o foco daqui em diante é estudar ainda mais para avançar nas demais seletivas e ter uma vaga na competição da América Latina, e já com uma certeza: vai cursar alguma faculdade ligada à astronomia.

A prova foi realizada online, em novembro. Cada aluno inscrito pela escola, conta Camila, ganhou uma senha de acesso para entrar no aplicativo. “Tivemos um período de aproximadamente quatro horas para responder questões de astronomia e astronáutica. Tinha que fazer sem nenhuma aba de navegador aberta, porque seria considerado cola”.

Camila revela que se preparou para a prova do OBA com auxílio de ex-alunos medalhistas da competição, que teve contato por meio de uma página em rede social. “Um grupo de estudantes de faculdade, sem fins lucrativos, que criaram o Meninas de Ouro, formado por pessoas que ganharam edições passadas. Tive contato com mentores e, graças a isso, tive um estudo melhor e um foco maior”.

Camila atingiu a nota de corte máxima da prova e, agora, passa para uma nova seletiva nacional, já nesta sexta-feira (15). Depois, serão mais três fases, já no âmbito de América Latina, e ela mostra comprometimento consigo mesma para avançar cada vez mais, se preparando para o futuro. “A educação é como se fosse uma janela, e por meio da educação conseguimos tanta, tanta coisa. Sou muito feliz por trilhar este caminho”.

Mais do que a conquista na OBA, Camila é ciente de que o empenho nos estudos vai lhe render muitos outros méritos, dentro e fora da educação formal. “Pretendo fazer faculdade com assuntos relacionados a astronomia, como Engenharia Astronáutica, Engenharia Aéreo Espacial ou Astrofísica, é um dos caminhos que irei seguir”, revela a estudante.

Márcia Aparecida Lima Vieira, diretora do Sud Menucci, também celebra esta conquista de Camila. “É um orgulho e, ao mesmo tempo, um exemplo de que apesar de todas as adversidades”, ela ressalta.

O desempenho da estudante na OBA, como destaca Márcia, funciona ainda como um incentivo para outros alunos, aproveitando as oportunidades que surgem ao longo do percurso acadêmico. “É uma aluna excelente, que traçou e buscou esse objetivo”.

Erick Tedesco | [email protected]

Leia mais

2 COMENTÁRIOS

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite o seu comentário!
Por favor, entre com seu nome

2 × um =