Alunos reclamam da demora para aprovar rematrícula

Alunos enfrentam dificuldades para continuar o curso (Foto: Divulgação)

Alunos da Unimep (Universidade Metodista de Piracicaba) reclamam que custam a ter a rematrícula aprovada, ou ainda aguardam por isso, para enfim poderem acompanhar as aulas do segundo semestre de 2020, que começaram – à distância – no último dia 8.

João Victor Vianna Gaspar conta que no início deste semestre, a universidade fez uma proposta para acertar os débitos e que, por conta das aulas serem à distância, a mensalidade seria reduzida. “Acontece que paguei os débitos e agora não estão matriculando, afirmam que preciso tirar matérias pendentes ou como, no meu caso, concluir o último semestre de Direito”.

Diego Tucunduva Sendino, que cursa Direito, revela que desde meados de julho tentava efetuar rematrícula – conseguiu apenas semana passada. “Desde março solicito para mudar as notas. Fala que passaram a diante, mas nunca resolvem”.

Quem também teve problema com rematrícula é o estudante de Direito Roberto Silva Júnior, que cursa o último semestre. “Entrei em contato com a Unimep, esperei e, quando entrei, não conseguia fazer a rematrícula. Mandei diversos e-mails até que me mandaram um boleto para pagar. No entanto, fizeram uma oferta no site da universidade, tenho até printado, em que o aluno teria desconto de 55%. Pedi o desconto, mas veio cheio e tive que pagar, porque as aulas já começaram”

O QUE DIZ A UNIMEP
Segundo a Unimep, para que os alunos possam fazer as matrículas e tenham liberação nos sistemas de aulas online, é necessário que eles cumpram os pré-requisitos de matrícula, ou seja, que todas as mensalidades do semestre anterior estejam quitadas. Sobre os dois primeiros casos, a Unimep disse que “o que se observa é o não cumprimento, por parte dos alunos, das regras estabelecidas. Muitas vezes, essas regras não cumpridas geram transtornos à vida acadêmica do aluno, que se sente prejudicado, por conta das etapas que deveriam cumprir e não o fazem. A Unimep está sempre pronta a atender a todos os alunos e cumprir a sua missão de educar. Porém, é importante lembrar que os processos acadêmicos possuem normas e prazos a serem cumpridos. Os alunos devem ficar atentos, cumprindo suas obrigações, para que não se sintam prejudicados”, destacam em nota.

Erick Tedesco

1 COMENTÁRIO

  1. Isso que eu chamo de falta de assunto num jornal. Claro que são alunos de Direito. Deviam estudar para aprender que direito requer deveres também. As universidades estão fazendo de tudo para os alunos não saírem prejudicados mas as pessoas são impacientes, não conversam e não dizem a verdade. Regras primeiro, realização de serviços depois.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite o seu comentário!
Por favor, entre com seu nome

11 + 12 =