Amortecedores da vida

0
2 views
Foto: Pexels

Todos nós em algum momento da vida sentimos uma angústia inexplicável e para atenuar esta dor, buscamos amortecedores, isso mesmo, amortecedores de dor. Aqui vou simplificar ao máximo para que você possa de forma bem prática fazer a auto leitura da sua condição.

Amortecedor é uma palavra que costumo usar para descrever um processo de anestesia interna. O amortecimento é uma forma de fugir da realidade.

No amortecimento, a energia é retirada do prazer que determinado objeto ou situação nos traz. Eles servem para manter no inconsciente as situação não resolvidas da infância, que escondemos de nós mesmos, acreditando ter superado.

Os vícios são os amortecedores mais óbvios, porém qualquer coisa pode se tornar um amortecedor, qualquer objeto, situação ou coisa que venhamos a fazer. A cada situação que a vida nos apresenta, temos a chance de escolher se vamos usar o que a vida está nos oferecendo como um amortecedor ou como um despertador da nossa consciência. Sempre temos a escolha de cultivar o sofrimento ou aproveitar a situação para crescer e nos libertarmos do sofrimento. Essa escolha depende muito da nossa bagagem de vida, da nossa maturidade e disposição para tomar as rédeas do nosso próprio destino.

Cada amortecedor serve para adormecer diferentes aspectos da nossa consciência, alguns são mais grosseiros e por isso mais fáceis de identificar, como o vício em cigarro, álcool, cocaína entre muitas outras drogas químicas. Já outros são mais difíceis de identificar, porque normalmente nós confundimos com algo bom, algo positivo, como o fazer compulsivo ou mesmo fazer sem presença. Sabe aquelas pessoas que não sabem parar, que tem que estar na ativa o tempo todo? Pois é, estou falando delas.

Neste mundo que estamos vivendo, onde a corrida pelo sucesso e a competição são comportamentos normais, o fazer compulsivo é uma virtude, já ao contrário, as pessoas que não tem esta compulsão são chamadas e conhecidas como preguiçosas. Enquanto a preguiça é uma paralisia, um congelamento interno com a função de manter sentimentos negados, o fazer compulsivo é um excesso de movimento que serve para a mesma coisa, para fugir de si e do que está sentindo. Como sempre falo, o caminho do meio é sempre a melhor saída, nem lá e nem cá.

Os principais amortecedores que nos impedem de despertar nossa consciência são o sexo, o poder e a comida. Essas três forças foram desvirtuadas e passaram a ser usadas para abrandar as dores e as angústias latentes nos seres humanos.

Nossa vida social gira em torno da COMIDA. Nossa rotina diária é programada de acordo com nossas refeições. Comer é uma das principais formas de lazer das pessoas. O interessante é pensar que enquanto muitos passam fome, outros sofrem por não conseguirem comer menos e sofrem com a obesidade e todo pacote maléfico que ela traz. A comida é o nosso combustível e literalmente somos o que comemos.

PODER, principalmente em forma de dinheiro. As pessoas vivem para ganhar dinheiro e quando ganham, percebem que não tem tempo para gastar. Através do dinheiro você compra o que deseja, e isso pode incluir pessoas. O dinheiro tornou-se o meio e o fim. E o SEXO, que é uma das grandes compulsões da humanidade. Este se torna um problema quando é distorcido e pervertido , pois muito da energia sexual vem de manipulação, domínio e obtenção de poder sobre o outro.

A compreensão dos amortecedores é essencial para que todos nós possamos tomar consciência do que nos distancia da verdade. É importante que vocês entendam que não estou julgando nenhum tipo de amortecimento, pois em alguns momentos a dor é tão intensa que não damos conta. Se usarmos analgésicos para tudo em nossa vida, iremos amortecer a verdadeira “doença” e nunca nos apropriaremos DA VERDADEIRA CURA. Reflita sobre isso!

Com carinho, Fabiane Fischer

LEIA MAIS

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

quatro × 2 =