Petrobras recomendou que os aviões não decolem (Foto: Claudinho Coradini/JP)

O Aeroporto Pedro Morganti, em Piracicaba, é um dos 45 do Brasil com suspeitas de adulteração da gasolina de aviação (AVGAS, usada em aeronaves com motor a pistão ou motor Wankel e altamente inflamável) em um lote enviado ao Brasil, confirmou ontem à noite a Anac (Agência Nacional de Aviação Civil).

Até segunda, ressaltou agência, foram relatados 73 supostos problemas com a AVGAS.

Devido à possível contaminação, a Petrobras já interrompeu, temporariamente, o fornecimento do combustível, o que segundo fontes ligadas ao aeroporto local, suspendeu desde segunda-feira diversos voos que partiriam da cidade.

Anac diz que acompanha a situação junto à ANP (Agência Nacional de Petróleo) e ao Cenipa (Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos), da Aeronáutica.

A Anac informou, ainda, que aguarda os resultados da investigação da ANP e as ações das distribuidoras de combustível para identificação de causas e extensão da possível contaminação de alguns lotes de gasolina de aviação. “A Anac vem monitorando a pronta avaliação da situação pelas entidades do setor de combustível”, reforçou.

Erick Tedesco

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

dois × 3 =