Antes de optar por cirurgia é viável tentar tratamentos alternativos

Foto: Pexels

Cirurgia é indicada em alguns casos, sim, porém, há uma série de ações a serem colocadas em prática antes

Quando se fala sobre cirurgias como forma de tratamento, dependendo de quão complexa ela pode ser, trata-se de um quadro clínico sério. Se adicionarmos a região nervosa como da coluna, por exemplo, a escolha por tratamentos alternativos antes de optar por uma cirurgia para diminuir dores. Segundo o neurocirurgião Marcelo Sabbá, talvez esse seja o maior mito quando o assunto é o tratamento das tão dolorosas queixas que envolvem a dor nas costas.
A cirurgia é indicada em alguns casos, sim, porém, há uma série de ações a serem colocadas em prática antes de se optar por um procedimento cirúrgico.
Para esclarecer as dúvidas sobre o tema, o médico, com atuação no tratamento da dor e nas patologias da coluna vertebral, tira algumas dúvidas que podem nortear as pessoas que fazem parte do time das pessoas que sentem dor na coluna e que estão perdidas.

Na grande maioria das vezes, dor na coluna só é tratada com cirurgia?

“Não. Talvez o maior mito de todos relacionados a lombalgia (dor na região lombar). A dor é um sintoma, não uma doença. Ela indica que algo não está bem, ou precisa de ajuste. O primeiro passo é identificar o que causa a dor – normalmente o exame clínico, a anamnese (história clínica do paciente) e os exames complementares (ressonância, tomografia, radiografia) são suficientes para identificar o problema. Mais de 95% dos casos são tratados com medicações, reabilitação (fisioterapia, atividade física) e mudança de hábitos. Cirurgia para tratamento de dor é a exceção e não a regra”.

Sempre que é necessária uma cirurgia na coluna, o procedimento será bem delicado e invasivo?

“Não! Cada caso deve ser individualizado, mas houve um avanço muito grande na cirurgia de coluna. Os procedimentos grandes, com parafusos, grandes cortes e muita dor pós-operatória foram substituídos por procedimentos minimamente invasivos em que, muitas vezes, o paciente recebe alta no mesmo dia.

Com os avanços tecnológicos, a possibilidade de procedimentos cirúrgicos na coluna com recuperação bem mais rápida é real?

“O avanço na cirurgia da coluna, principalmente o entendimento do papel do tratamento percutâneo (os chamados “bloqueios”) e da cirurgia endoscópica, vem possibilitando um tratamento minimamente invasivo e altamente efetivo. Claro que é importante frisarmos que cada caso deve ser analisado individualmente. Não existe ‘receita de bolo’”.

Toda hérnia de disco precisa de cirurgia?

“Outro grande mito em relação às doenças da coluna. É muito importante diferenciarmos alterações de “sobrecarga”, “desgaste”, “envelhecimento” da coluna de “doenças da coluna”. Hérnia de disco só deve ser encarada como uma doença caso ela esteja comprimindo (apertando) estruturas do sistema nervoso (como raízes e medula – minoria dos casos), do contrário é apenas um sinal de sobrecarga da coluna, em que devemos ter uma reeducação de hábitos e não uma cirurgia. E mesmo em casos em há a compressão de uma raiz, na maioria das vezes, conseguimos tratar de forma conservadora (não cirúrgica)”.

Larissa Anunciato
[email protected]

LEIA MAIS

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

3 × dois =