“Antes do Depois”

Como é bom estarmos juntos e misturados nesta reunião com contato presencial. O calor humano – o olhar do olho no olho – o aperto de mão – o abraço fraterno – o sorriso no semblante… tudo, tudo, tudo tem um antes e um depois, menos a eternidade. Quando o vento soprar nas velas do seu barco e você souber para onde ir e quando um sorriso abre o palco de uma grande festa.
Meus amigos e autoridades aqui presentes, vocês não fazem ideia do quanto estou feliz. Espero que a minha felicidade se estenda aos corações de todos. A maioria das coisas que nos rodeiam um dia foram só uma ideia. A ideia nasce de uma abstração da mente que poderá se transformar em pensamento.
Os óculos que nós usamos, os sapatos que nos protegem os pés, o piso sobre o qual deixamos as nossas marcas, o aparador de unhas, o cinto que segura as nossas calças, o carro que nos trouxeram até aqui, o celular que avisaremos nossa família ao regressarmos, o avião que nos transporta, os remédios que nos aliviam das dores, as vacinas que nos protegem das pandemias, a TV que nos trazem notícias, os livros que nos oferecem um modo de comunicação.
Tudo isso, começou com uma ideia. A ideia sozinha não tem força e sempre será uma ideia. Mas, se usarmos a nossa análise e julgamento sobre a ideia ela se tornará um pensamento porque passou pelo crivo da consciência e poderá mostrar o potencial da mesma.
O pensamento submetido a ação de uma vontade poderá se transformar em uma realidade material. O nosso livro “Antes do Depois”, é um exemplo dessa intenção, que chega até aqui perseguindo o “antes”, baseado numa ideia: tornar a comunicação um fator de entendimento e felicidade.
Ele é composto por um compilado de 50 das nossas crônicas, com temas do nosso dia a dia, ilustradas pelos nossos amigos Paulo Caruso, Erasmo Spadotto, Emílio Moretti e Palmiro Romani, renomados artistas dentro de um cenário de cidade, de estado, de País e do mundo.
Somos levados às nossas crônicas com temas ligados a dinâmica do tempo como se ele pudesse ser interpretado em “gomos” (gomos de tempo). Atualmente o ser humano, como defesa vem praticando o exercício do “imediatismo”, de viver o presente deixando de lado o que o futuro pode nos reservar. Estamos vivendo o fim de um futuro. A Era Moderna está à procura de um modelo novo de sociedade. Estamos mais descuidados, mais ignorantes e negligentes ao que virá. Desejamos começar a enxergar o “depois”.
“Antes do Depois” é a tentativa da proximidade do “instantâneo” e do “simultâneo” envolvendo a grandeza da sua expansão com muitos “Big Bangs”. Fincado nesses princípios, com a vivência da nossa sensibilidade, sem perder o bom humor, continuaremos com os nossos “insights” e reflexões. Deles esperamos atingir os nossos leitores fazendo com que os mesmos provoquem o atendimento desse desejo somados à capacidade de cada um com ideias novas para tentar explicar as nossas origens com foco na retirada de algumas incertezas cravadas na cultura humana.
Quando chegarmos a esse ponto, nós teremos “combatido o bom combate” e experimentaremos a sensação de sermos mais humanos, respeitando a grandeza da vida e a significação do ser, deixando a clareza que a esperança permanece em nossas vidas. Com essa esperança, forjadas na vontade de cada um, esperamos que seja estimulada a criatividade baseada nas ideias que se transformarão em realizações humanas tão desejadas para os sacrifícios do “antes” e o festejo do “depois”.
Muito obrigado, muito obrigado!

LEIA MAIS

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, entre com seu comentário!
Por favor, entre com seu nome

2 − 1 =