Ao mestre Thame, nossa eterna gratidão

A manhã deste 28 de abril tornou-se triste. Antônio Carlos de Mendes Thame nos deixou, justamente no Dia da Educação. Ele que, dentre tantos atributos, foi um grande mestre, uma inspiração para muitos jovens que, como eu, tiveram a oportunidade de aprender em suas aulas.

Sua vasta carreira de homem público chama atenção, mas eu o conheci bem antes que a política entrasse definitivamente em sua vida. Nossa ligação vem de 1978 quando foi meu professor de português no Cursinho CLQ. Lá, também conheci Nancy Ferruzzi que já era sua namorada. Lembro-me que em muitas noites, guardei lugar para que ela assistisse às aulas dele. A vida seguiu seu curso, tomamos rumos diferentes.

Nosso reencontro deu-se no início da década de 1990. Ele Deputado Constituinte em 1988, vinha do PFL para filiar-se ao PSDB e aqui buscou pessoas conhecidas para uma ampla campanha de filiação ao, naquele momento, novo partido. Nossa família filiou-se pelas mãos dele.

Em 1993, foi o candidato a prefeito que ajudamos a eleger. Uma excelente escolha. Foram quase 700 obras em quatro anos de mandato, além de um trabalho primoroso na área social. Nesse período, meu marido Edgard tornou-se presidente do Semae e também, por indicação de Thame quando secretário de Recursos Hídricos do Estado, ocupou a Ouvidoria da Sabesp.

Engenheiro agrônomo formado pela ESALQ/USP e advogado pela PUC-Campinas, foi professor do Departamento de Economia da ESALQ e com a calma que sempre lhe foi peculiar, apresentou o programa Viver Sustentável, na Rede Vida.

Sua trajetória política se consolida com a eleição para prefeito de Piracicaba, entre 1993 e 1996. Nesse período foi escolhido para ser o primeiro presidente do Comitê PCJ. Depois, em reconhecimento ao seu trabalho, o Governador Mario Covas o chamou para assumir a secretaria de Recursos Hídricos, Saneamento e Obras do estado, onde permaneceu de 1999 a 2002.

Filiado ao PFL, elegeu-se deputado federal em 1986. Anos depois, empenhou-se na fundação do PSDB e por este partido se manteve como deputado até 2010. A partir de 2014, passa a ser suplente na Câmara. Em 2016, deixa o PSDB e entra para o PV para novos desafios.

Sua atuação parlamentar registra importantes participações, começando por ter sido Deputado Constituinte. Também se fez ouvir em temas ligados à reforma trabalhista, aos aposentados, à educação e ao meio ambiente. Acredito que sua contribuição mais relevante tenha sido a aprovação da lei que criou o MEI – Microempreendedor Individual, hoje importante ferramenta para a geração de emprego e renda para milhões de brasileiros.

Continuar tratando a vida política de Thame e suas conquistas, exigiria muito mais espaço do que temos aqui.

Minha tristeza por sua perda vai além das questões sócio-políticas. Ao longo de todos esses anos nossas famílias mantiveram bons laços de relacionamento. Acompanhei o nascimento e o crescimento de sua filha Sofia, juntamente com as minhas, Maria Clara e Maria Carolina. Com sua Nancy, hoje secretária de Agricultura e Abastecimento do município, mesmo diante de impasses políticos, sempre gozamos de admiração mútua.    

Agora, em sua despedida, acredito poder falar em nome dos piracicabanos e aqui registrar nossa admiração e reconhecimento ao político correto e homem íntegro que deixa um grande legado para Piracicaba, para São Paulo e para o Brasil.

Ao mestre Thame, nossa eterna gratidão!

LEIA MAIS

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, entre com seu comentário!
Por favor, entre com seu nome

11 − 6 =