Apeoesp arrecada cerca de 400 cestas básicas para professores

A campanha de arrecadaçãp de alimentos e produtos de higiene promovida pela Apeoesp (Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo) arrecadou até agora cerca de 400 cestas básicas. Objetivo da ação é ajudar professores e seus familiares em vulnerabilidade durante a pandemia do novo coronavírus.

Os primeiros contemplados com a ajuda começaram a receber os mantimentos na tarde de ontem (20), quando o balanço da campanha também foi divulgado em coletivo de imprensa – seguindo as recomendações de distanciamento e uso de máscara – pela deputada estadual professora Bebel (PT), presidente da Apeoesp.

No primeiro momento, a campanha vai atender aos professores e, em seguida, estender a ajuda para demais famílias em vulnerabilidade social. “Pegou primeiro os professores que estão com salários atrasados, professores temporários, com contrato mas sem aulas, e os eventuais”, conta Bebel, que cobra do governo do estado a criação de um “auxílio pandemia” para esses profissionais. “Eles não têm como pegar [o auxílio emergencial do governo federal], porque eles são funcionários públicos, só que sem aulas, olha só. Fica difícil, numa situação dessa, eles ajudariam a própria família, era um problema a menos”, avalia.

A arrecadação da campanha continua. Os interessados podem contribuir com mantimentos ou quantias em dinheiro para ajudar a comprar as cestas básicas. Os mantimentos podem ser entregues na subsede da Apeoesp, na rua Alferes José Caetano, 968, centro. Dados bancários podem ser solicitados pelo telefone (19) 3433-6956.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

nove + onze =