Apesar das adversidades, é preciso educar com qualidade

Foto: Alessandro Maschio/JP

O professor piracicabano João Marcos Thomaziello, 55 anos, é graduado em pedagogia pela Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Tatuí, com Pós-graduação Lato Sensu – MBA Gestão Empreendedora – Universidade Federal Fluminense. Atuou como professor de Educação Básica I, de Práticas de Ensino e Didática curso de Magistério, foi professor universitário no Instituto Maria Imaculada e diretor de escola na rede estadual. Desde o dia 1º de janeiro, ele ocupa o  cargo de secretário de Educação em Piracicaba.

Nesta entrevista ao Persona, o educador fala das homenagens recebidas pela Câmara de Vereadores de Piracicaba e pela Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo pelo melhor resultado no Ideb (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica) do país em escolas estaduais de Piracicaba.

Thomaziello também comentou os pedidos de exoneração contra ele protocolados na Câmara de Vereadores e na prefeitura.

O senhor assumiu a Secretaria da Educação há quase cinco meses. Qual seu diagnóstico da pasta? Quais projetos o senhor pretende pôr em prática?

Eu assumi uma rede de 124 Escolas em plena pandemia da covid-19, numa cidade de aproximadamente 450 mil habitantes, com expectativas de crescimento populacional em todas as cinco regiões em que se divide. Percebemos que limitações no nível de informatização da SME e das escolas, o que dificulta consideravelmente a alimentação de dados atualizados necessários para reflexão e decisão sobre políticas públicas. Em 2019, a média dos resultados das escolas da Rede Municipal de Piracicaba no Ensino Fundamental – Anos Iniciais, em relação ao índice de Desenvolvimento da Educação Básica – Ideb foi de 6.8, o que deixou Piracicaba acima da média do Estado que era de 6.7 e da média nacional que era de 5.9. Percebo que, em grande parte, esse bom resultado foi devido ao esforço e corresponsabilidade dos profissionais da Rede Municipal, que continuam a trabalhar com dedicação. Contudo após esse período de isolamento social e distanciamento dos alunos nós sabemos que será preciso mais e melhores investimentos, plano estratégico e eficaz para recuperar os prejuízos à aprendizagem causados pela pandemia e podermos avançar novamente. Nesse sentido, pretendemos buscar parcerias para lançar um novo modelo de programa de ensino integral, pretendemos informatizar todos os processos da secretaria de educação, realizar formações continuadas para todos os profissionais e restabelecer as discussões para chegarmos a um plano de carreira para o magistério, reavaliar as matrizes e o currículo que vem sendo implementado, materiais utilizados, a fim de que o trabalho de todas as escolas possam estar num alinhamento mais próximo e investir na carreira do magistério, para que se torne mais atrativa, em função dos méritos das equipes e de cada profissional. Nossa visão é conseguir elevar os resultados a fim de que Piracicaba, que já apresenta bons índices de qualidade de vida e de educação possa ficar entre as três melhores cidades do Estado de São Paulo nos índices de avaliações externas, o que significará que seus alunos aprendem mais e melhor. Sempre priorizei a Gestão de Resultados Educacionais e tudo que é necessário para atingir melhores resultados na aprendizagem dos alunos e, em função disso, que o Prefeito Luciano Almeida me convidou para assumir a função de Secretário.

Quantas unidades escolares e quantos funcionários estão sob a gestão da Secretaria de Educação?

A Secretaria Municipal de educação possui 124 unidades escolares, sendo 77 escolas de Educação Infantil e 32 escolas de Ensino Fundamental exclusivas, e 15 escolas que atendem ambos os segmentos. Possui 3.762 funcionários, sendo 2.530 professores em sala de aula, 647 professores de Ensino Fundamental e 1.873 professores de Educação Infantil. A Rede Municipal de Educação atende 18.327 alunos da Educação Infantil, 17.540 alunos no Ensino Fundamental e 253 alunos do EJA, totalizando 36.120 alunos (dados de abril de 2021). Temos uma escola no bairro Tatuapé em fase final de construção.

Como o setor está funcionando com a pandemia de covid-19? Quais e quantas unidades estão recebendo alunos e qual o percentual de atendimento?

A Secretaria Municipal de Educação segue o Plano SP de contingência da covid-19, bem como normas do Conselho Estadual de Educação. Todas as escolas estão recebendo alunos, dentro dos protocolos estabelecidos pelos órgãos de saúde e vigilância sanitária. As escolas estão recebendo alunos dentro da capacidade de até 35% dos alunos matriculados. Na rede municipal, as turmas de alunos foram divididas em três grupos de alunos. Cada grupo comparece em um ou dois dias da semana. Nos dois outros dias, as escolas podem chamar alunos com maior déficit de aprendizagem, dentro do limite de até 35% de presenças. Isso para alunos de 4 anos em diante, ou seja Jardim I, II e Ensino Fundamental. As creches e o Cieja não estão funcionando presencialmente. Os alunos recebem atividades impressas, além de assistirem aulas gravadas por professores na SME e transmitidas pela TV aberta da TV Câmara, bem como disponíveis no Facebook e YouTube da Câmara Municipal e da SME. Das 124 unidades escolares, 120 estão atendendo de forma híbrida (presencial e remota), dentro do limite de até 35% do total de alunos matriculados. Quatro escolas encontram-se totalmente em atendimento remoto, devido a furtos de fiação, sendo que a substituição está em processo de compra junto à Prefeitura Municipal.

A Prefeitura e a Câmara de Vereadores de Piracicaba receberam pedidos de exoneração do senhor. De acordo como autor do pedido (Walter Badin Hoch), a sua nomeação como Secretário de Educação, um cargo comissionado, fere a lei da ficha limpa municipal. Qual o seu posicionamento quanto ao pedido?

Também fiquei surpreso com toda esta situação, uma vez que o Processo em discussão, com sentença em julgado, é de fórum particular, não público, sendo que está arquivado. Meus advogados estão em trabalho, por se tratar de uma Lei considerada inconstitucional. Vim para fazer uma educação de qualidade.

O Senhor conversou com o prefeito Luciano Almeida (DEM) a respeito desses pedidos? Qual foi a reação da prefeitura diante do fato?

Tenho recebido todo apoio do prefeito Luciano Almeida. A posição dele é pelo aguardo da decisão judicial e por proporcionar minha ampla defesa. Ele é uma pessoa que procura se informar de tudo o que ocorre na Secretaria, e sempre me deu apoio às decisões importantes, uma vez que minhas metas são também metas de seu governo.

Beto Silva

[email protected]

LEIA MAIS

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite o seu comentário!
Por favor, entre com seu nome

2 × dois =