Após derrota e voo turbulento, Palmeiras enfrenta o Godoy Cruz

Após dias complicados, Palmeiras de Dudu volta a jogar pela Libertadores (Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação)

Após perder a invencibilidade no Campeonato Brasileiro, após derrota para o Ceará por 2 a 0, o Palmeiras volta a campo nesta terça-feira (23), às 21h30, para enfrentar o Godoy Cruz-ARG, no Estádio Malvinas Argentinas, em Mendoza. Após a partida do último sábado (20), em Fortaleza, o Verdão pegou um voo fretado da capital cearense até Mendoza, com o objetivo de chegar ao local do jogo na manhã de domingo (21), porém em razão de rajadas de vento na região, o avião teve que arremeter duas vezes, atrapalhando a programação do clube e causando pânico na delegação.

“Saímos de Fortaleza por volta das 0h, um voo de aproximadamente seis horas até Mendoza (Argentina) para chegar às 6h. Um voo absolutamente tranquilo e me recordo claramente da hora que veio o aviso para colocar o cinto faltando 20 minutos para a aterrizagem, a aeromoça pede colocar o cinto e fechar a mesinha. A partir disto começou um verdadeiro filme de terror, com uma turbulência leve no primeiro instante, que foi aumentando gradativamente. O avião foi reduzindo e a turbulência foi aumentando, a sensação que dava era de baixo para cima empurrando as asas, que ficavam balançando e essa foi a primeira tentativa de pouso. Faltando aproximadamente sete minutos, quando o piloto simplesmente levantou voo e arremeteu e na nova decolagem arremetida foi com bastante turbulência também”, detalhou o diretor de futebol do clube, Alexandre Mattos, dizendo que a experiência foi aterrorizante.

“Ele deu uma volta na cidade de Mendoza e ela também foi muito difícil, novamente com turbulência e a asa balançando muito. Depois veio a segunda tentativa, e ela foi tão dura, tão desgastante quanto. Olhava para o lado, era uma aflição muito grande, alguns estavam rezando, outros você via a cara de desespero, de impotência, até a decisão do piloto, que para quem está dentro do avião parecia uma eternidade em direcionar a aeronave até Rosário”, disse. Depois de parar na cidade natal de Lionel Messi, o avião da delegação palmeirense foi direcionado para Buenos Aires, local onde Alexandre Mattos contou sobre a experiência no voo. A equipe chegou a cidade de Mendoza na tarde da última segunda-feira (22).

Antes do problema no voo, veio a derrota para o Ceará no Campeonato Brasileiro, que fez o Verdão perder uma invencibilidade de 33 partidas sem perder em Brasileiros, sendo a terceira maior marca na história da competição e a maior no século 21. Após a partida, o volante Ramires, falou sobre o resultado e o que espera do jogo diante do Godoy Cruz. “Acho que futebol é isso ai. O time tentou, mas não conseguimos o resultado positivo. Fomos eliminados na Copa do Brasil, perdemos três pontos, agora é botar a cabeça no lugar para ir bem na Libertadores. Acho que o time vai se encontrar, a ansiedade hoje para ganhar acabou atrapalhando, mas tem que ter tranquilidade para no próximo jogo reverter a situação”, completou Ramires.

Com o fim da temporada argentina, o Godoy Cruz virá com um time diferente para enfrentar o Palmeiras, já que do time que terminou a fase de grupos, nove atletas deixaram o elenco, sendo quatro titulares: o zagueiro Diego Viera, os meio-campistas Jalil Elias e Ángel González e o atacante Juan Lucero, além de Victorio Ramis, Leandro Lencinas, Luciano Abecasis, Agustin Heredia e Agustin Verdugo. Em compensação, o clube argentino conseguiu inscrever cinco novos reforços: os defensores Nestor Breitenbruch, Marcos Rouziers e Hector Varela, o meio-campista Juan Brunetta e o atacante Tomás Álvarez.

Mauro Adamoli