Após reclassificação do Estado, Piracicaba permanece na fase 2

Funcionamento dos serviços não essenciais segue limitado com atendimento presencial máximo de 40%. (Foto: Amanda Vieira/JP)

O Governo do Estado de São Paulo anunciou nesta sexta a 22ª reclassificação de regiões no Plano São Paulo de controle a pandemia. De acordo com a avaliação, Piracicaba permanece na fase 2 – laranja. A cidade registrou ontem uma morte e 77 infectados pelo coronavírus, primeira queda nos números desde o início do ano. O Estado informou que a piora nos índices de avanço do coronavírus no interior deixa as áreas de Araraquara, Barretos, Bauru e Presidente Prudente na fase vermelha, com restrição total de comércios e serviços não essenciais.

Houve melhora nas regiões de Franca, que avança para a etapa laranja, e Sorocaba, que progride para a fase amarela.

Na etapa laranja, o funcionamento dos serviços não essenciais segue limitado a até oito horas diárias, com atendimento presencial máximo de 40% da capacidade e encerramento às 20h. O consumo local em bares está totalmente proibido.

A reclassificação começa a valer a partir de segunda-feira, 22 de fevereiro. As demais regiões permanecem sem alteração em relação à classificação atual, em vigor desde o último dia 6. Continuam na fase amarela a Grande São Paulo e as áreas de Araçatuba, Baixada Santista, Campinas e Registro. Na laranja, além de Piracicaba estão as regiões de Marília, Ribeirão Preto, São João da Boa Vista, São José do Rio Preto e Taubaté.

Todas as regiões em fase vermelha estão com ocupação de UTI para pacientes de COVID-19 acima de 80%. Na etapa de restrição máxima, só há funcionamento normal de farmácias, mercados, padarias, lojas de conveniência, bancas de jornal, postos de combustíveis, lavanderias e hotelaria. Já os comércios e serviços não essenciais só podem atender em esquema de retirada na porta, drive-thru e entregas por telefone ou aplicativos.

Municípios em áreas de fase amarela podem permitir 40% de ocupação em academias, salões de beleza, restaurantes, cinemas, teatros, shoppings, concessionárias, escritórios e parques estaduais, com expediente de até dez horas diárias para restaurantes e 12 horas para as demais. O atendimento presencial deve ser encerrado às 22h em todos os setores. Nos bares, as portas fecham mais cedo, às 20h.

Beto Silva
[email protected]

LEIA MAIS:

1 COMMENT

  1. Prefeito de Piracicaba é capacho do Calígula Comunista, faz parte da quadrilha do Botafogo Maia, uma vergonha os Piracicabanos terem elegido esse sujeito.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

13 − 4 =