Aposentado percorre 4 km a pé para abastecer residência

“Se eu não buscar, ficamos sem água para beber”, diz o aposentado

Desde a semana passada o aposentado Francisco Gomes de Jesus, 69, tem percorrido a pé, mais de quatro quilômetros diariamente para conseguir água para as atividades básicas do dia a dia. Com problemas cardíacos, ele tem ignorado as orientações médicas para se manter em repouso. “Se eu não buscar, ficamos sem água para beber”, justificou o morador da rua Zulmira Ferreira do Vale, no Nova Suíça, um dos bairros que enfrentam desabastecimento desde a última quinta-feira.

A enfermeira Ruth Camargo, vizinha do aposentado, expôs ontem a situação do bairro em matéria publicada pelo JP. Ela questiona o fato de parte da rua estar abastecida e outra não. Ela disse que ligou novamente no Semae (Serviço Municipal de Água e Esgoto) ontem e foi informada que não havia equipe disponível para ir ao local avaliar a situação. “A atendente disse que uma equipe vem amanhã (hoje)”, contou.

A enfermeira reclama do descaso e cita o exemplo do aposentado que, mesmo doente, é obrigado a fazer várias viagens no dia para encher o galão de água e consumir com a esposa.

A água que tem abastecido Jesus e a esposa é conseguida em um bebedouro de uma área de lazer que fica a cinco quadras da residência do casal.

Moradores dos quatro bairros citados na matéria confirmaram ontem que seguiam sem água.

O vereador Laércio Trevisan Jr. (PL) disse que está acompanhando a situação da falta d’ água nos bairros a partir das reclamações que chegam ao seu gabinete e ao seu celular. Segundo ele, ontem foram 12 queixas.

O Semae informou ontem que, devido a estiagem e altas temperaturas, aumentou o consumo de água nessa regiões, fazendo com que os reservatórios levem mais tempo para se restabelecer. A autarquia disse incentivar o uso consciente da água, evitando desperdícios.

O Semae não informou se há previsão para normalização do serviço, nem quantos bairros enfrentam o problema na cidade. “As faltas de água ocorrem em alguns casos no decorrer do dia”, sintetizou.

Beto Silva