Aprovação quase dobra, mas rejeição ainda é alta

Pesquisa foi feita pelo Indicadores de Satisfação dos Serviços Públicos com 600 pessoas que vivem em Piracicaba

Pesquisa realizada pela Indsat (Indicadores de Satisfação dos Serviços Públicos) na primeira semana de maio, revela que a população Piracicaba mostra crescente aprovação em relação ao trânsito da cidade. De acordo com os dados, a aprovação do serviço público saltou de 16,4% em novembro de 2020 para 29,6% em maio deste ano.

A cidade conquistou 554 pontos no ranking Indsat, nove pontos acima da média das cidades de grande porte (545 pontos). Realizada com 600 moradores maiores de 16 anos, com margem de erro de 4% e intervalo de confiança de 95%, a pesquisa classifica o trânsito de piracicaba com grau médio de aprovação. Entretanto, de acordo com o estudo, a reprovação dos moradores em relação ao serviço continua alta, alcançando 39,8% de rejeição, sendo 24,8% de ruim e 15% de péssimo.

Apesar de o patamar elevado, a taxa de rejeição apresentou queda em relação ao quarto trimestre de 2020, quando 56,1% dos entrevistados mostravam descontentamento com o setor. Atualmente, o trânsito da cidade ocupa o 12º lugar no ranking doméstico da Indsat, ou seja, a classificação que compreende todos os 16 serviços públicos avaliados em Piracicaba. Como indicado nas pesquisas, as mudanças observadas pelos moradores no trânsito também devem atender à recente entrada de Piracicaba no projeto “Ruas Completas SP”, programa que reúne 20 municípios paulistas comprometidos com ações para reduzir mortes e lesões no trânsito. Em outubro de 2020 Piracicaba apresentava 330.212 veículos, sendo desses 239.582 automóveis e 68.325 motocicletas.

O secretário de Trânsito e Transporte, José Vicente Caixeta Filho disse que não é possível saber qual o limite da cidade quanto ao número de veículos. “De qualquer forma, sim, temos muitos carros. E que trazem uma série de preocupações e problemas. O uso efetivo, por quilômetro de via, seria mais importante do que a quantidade”, afirmou. Segundo o gestor, Piracicaba tem em média um automóvel para cada 1,67 habitantes; já Campinas, por exemplo, tem 922.390 veículos (618.498 automóveis, aproximadamente 1 milhão de habitantes), o que daria algo em torno de um automóvel para cada 1,62 habitantes.

Beto Silva

[email protected]

Leia Mais:

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite o seu comentário!
Por favor, entre com seu nome

um × 3 =