Arroz tem alta de 65% em um ano

Foto: Amanda Viera/JP

Os preços dos produtos da chamada cesta da pandemia, um levantamento do Fecomercio SP (Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo), fecharam o mês de novembro inflacionados em 11,43% na comparação com o mesmo período do ano passado, aponta a entidade. Assim como em outubro, quando a cesta estava 9,98% mais cara, a elevação é puxada principalmente pelo grupo de Alimentação e Bebidas, cujos preços cresceram 23,56%.

O arroz é o produto que apresenta preço mais elevado no comparativo: alta no período de um ano, no balanço da entidade, é de 65,63% mais caro agora do que em novembro do ano passado. Outros itens com preços inflacionados são feijão-carioca (46,30%), o músculo bovino, considerado carne de ‘segunda’ (44,58%) e leite (33,45%).

Sobre o valor alto do arroz, segundo a federação, uma das razões é a alta do dólar frente ao real, além da influência na variação para cima, já que o câmbio favorece mais a destinação da produção nacional para o mercado externo.

Produtos do hortifruti também seguiram em alta em novembro, como a maçã, cujo preço subiu 37,35% em relação ao mesmo mês de 2019, e a laranja, que ficou 21,64% mais cara. A inflação foi ainda maior em itens como o repolho (56,66%) e atingiram ainda o brócolis (30,67%) e a batata (19,69%). Dos 29 produtos listados no grupo de Alimentação em domicílio, apenas dois registraram queda no preço: a cerveja (-3,72%) e a cenoura (-2,97%).

Para Bruno Pissinato, professor de Economia da Unimep (Universidade Metodista de Piracicaba), o consumidor piracicabano sentiu esta alta dos preços. “Antes da pandemia, as cotações já estavam com tendência de aumentos, mas distribuídos entre várias categorias de produtos. Com a pandemia, os alimentos passaram ser os grandes responsáveis. Com maior incerteza quanto ao futuro, as famílias passaram a controlar os gastos, direcionando-os para itens básicos, como arroz, feijão etc. Houve, portanto, uma pressão da demanda”, ele explica.

Erick Tedesco

Leia mais

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, entre com seu comentário!
Por favor, entre com seu nome

nove + um =