Atacama: do deserto até sua pequena cidade

Além do céu limpo, o deserto de sal possuiu uma pequena cidade e belíssimas paisagens. (Foto: Pexels)

A América Latina é uma região riquíssima, além de ser o local onde se encontra o Brasil, praticamente todo oeste dos países que fazem fronteira, ou não, com nosso País fala a língua espanhola e tem das mais variadas culturas, povos, cidades e ecossistemas. Hoje a Revista Arraso falará sobre o Chile, mais especificamente de San Pedro de Atacama.

A cidade é próxima do aeroporto Calama e distante da capital do País, 1600km para ser mais exato.

Essa viagem não é luxuosa e busca turistas que gostem de uma boa caminhada, pois a cidade San Pedro de Atacama é um pequeno município situado num planalto elevado na Cordilheira dos Andes do nordeste do Chile. Você precisa ter uma boa saúde, pois o lugar está há 2.408 metros de altura comparado ao nível do mar e de quebra é seco e tem muito pó, por isso se tiver problemas respiratórios e quer enfrentar essa aventura, você não pode esquecer-se de se preparar.

Mas por que um lugar pequeno e de ambiente árido iria atrair turismo? Bem, o local tem uma deslumbrante paisagem natural em que inclui salinas, vulcões, gêiseres e fontes termais e, é claro, o principal: o famoso Deserto do Atacama.

O lugar é perfeito para os viajantes mais exploradores e fãs de astronomia, pois existe é lá que possui uma igreja do século 17, ruínas Pucará de Quitor do século 12 e um pequeno museu de astronomia com uma das maiores coleções de meteoritos.

Aliás, o deserto do Atacama é um dos melhores locais para observar o espaço, pois seu céu um dos mais limpos e é um lugar protegido ambientalmente, pois se cidades ou industrias que produzam fumaça crescerem em volta do deserto o céu ficará poluído atrapalhando os locais observação científica.

PASSEIOS

Os passeios podem ser previamente programados por agencias, ou não, e os mais famosos são: a Piedras Rojas e Lagunas Altiplanicas, Vales da Lua e da Morte, Salar de Tara e Lagunas Escondidas.

Dica: antes de ir para passeios como Piedras Rojas e Salar de Tara, passe alguns dias antes nas Termas de Puritama e Vales da Lua e Morte ou Lagunas Escondidas, pois possuem uma altitude de 2.500m e assim seu corpo aos poucos vai se acostumando. Os lugares como Salar de Tara são bem mais altos (4.500m) e nós brasileiros não estamos acostumados podendo sofrer com as altitudes.

Todos os passeios são belíssimos, por isso leve uma boa câmera, o clima é um pouco imprevisível, ficando entre 0ºc à 10ºC pela manhã e vai esquentando durante o dia. É recomendado o uso de roupas como uma blusa de malha e por cima um casaco corta vento, já os sapatos busque tênis ou botas de caminhada, pois você andará em lugares arenosos. Fora isso: água, protetor solar, óculos escuro, lanche (caso a empresa de viagem não distribua) são imprescindíveis

As paisagens são deslumbrantes e o local é tão inóspito que o silêncio é um dos prazeres podendo assim almoçar tranquilamente na beirada de um vulcão adormecido e seu lago: Tuyajto.

Como dito antes, requer uma dose de energia e vitalidade neste passeio, mas vale muito a pena, pois as paisagens são belíssimas e muitos brasileiros viajam até lá para inclusive meditar.

Larissa Anunciato
[email protected]

LEIA MAIS:

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite o seu comentário!
Por favor, entre com seu nome

dois + onze =