Aumentam infrações causadas por som alto em Piracicaba

Equipamentos instalado nos carros potencializam o som

De 1º de janeiro até a última quarta-feira, a Guarda Civil , PM (Polícia Militar) e Semuttran (Secretaria de Mobilidade, Trânsito e Transporte) de Piracicaba registraram 429 infrações por som alto em veículos. O número é 57% do total de infrações registradas ao longo de todo o ano passado, quando essas instituições somaram 751 ocorrências. As infrações constam no Código de Trânsito Brasileiro. Entre os ruídos causados pelos veículos, o som automotivo é o mais comum.

Para conscientizar a pop u l a ç ã o s o b re r u í d o s n o trânsito, que inclui também escapamentos abertos de motocicletas (fiscalização de responsabilidade da Polícia Militar), a Semuttran lançou no em maio uma campanha educativa para a redução da poluição sonora, proveniente dos veículos automotores. O secretário José Vicente Caixeta Filho, destacou que a conscientização deve partir dos próprios condutores. “Acreditamos que os próprios condutores devem ter consciência da necessidade do respeito às leis de trânsito. O barulho de escapamento causa além de poluição sonora, a poluição ambiental e é prejudicial à saúde tanto dos condutores, quanto da população em geral”, afirmou o titular da Semuttran. Segundo Caixeta, a Semuttran tem recebido várias reclamações de cidadãos sobre o excesso de ruídos gerados por carros e motocicletas. A campanha destaca que a responsabilidade é de todas as pessoas quando o assunto é redução de barulho no trânsito e, segundo o gestor, a expectativa é que Piracicaba passe a ser uma cidade mais tranquila e sustentável nos próximos anos.

O material que dá suporte à ação envolve cartazes, painéis em pontos de ônibus, faixas e anúncios em rádios e mídias sociais. De acordo com a secretaria, a fiscalização em relação ao som alto nos carros é de competência da Semuttran, Guarda Civil e Polícia Militar e as pessoas podem denunciar pelos telefones PM (190- 24 horas), Guarda Civil (153- 24 horas) e Semuttran (3401-1111).

Beto Silva

[email protected]

Leia Mais:

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite o seu comentário!
Por favor, entre com seu nome

9 + catorze =