Aumento da população de gatos em cemitério preocupa

Foto: Amanda Vieira/JP

Foram discutidas possibilidades de novas parcerias para aumentar as castrações dos felinos

A castração dos gatos que vivem no cemitério municipal da Vila Rezende foi tema de reunião no gabinete do secretário municipal de Defesa do Meio Ambiente, Alex Gama Salvaia, da qual participaram cuidadores voluntários e membros da equipe do mandato do vereador Pedro Kawai (PDSB).

Durante o encontro, um dos voluntários relatou o aumento da população felina no cemitério da Vila e disse que, além da reprodução dos animais, há pessoas que abandonam ninhadas inteiras no local.

O vereador Pedro Kawai disse que, embora o CCZ (Centro de Controle de Zoonozes) esteja ligado hierarquicamente à Secretaria Municipal de Saúde, há uma possibilidade de a Sedema, por meio da equipe gestora do Zoológico Municipal, ceder espaço para castrações.

A contenção do aumento da população felina nos cemitérios públicos é problema antigo, segundo o vereador Kawai. Ele reconhece que o orçamento municipal nem sempre é suficiente para atender todas as demandas da cidade e elogiou a disposição dos governos municipais em tentar enfrentar a questão. Do mesmo modo, o parlamentar entende que a sociedade está fazendo a sua parte, através das ONGs que tratam da causa animal.

“Apesar de todo esse empenho, o fato é que os gatos continuam sendo abandonados nos cemitérios e em outros locais públicos da cidade, e isso precisa ser resolvido”, observou.

O secretário de Defesa do Meio Ambiente afirmou que fará diagnóstico da estrutura do CCZ e avaliará, financeira e juridicamente, o que é possível ser feito para aumentar a rede municipal de amparo aos animais de rua da cidade.

Da Redação

LEIA MAIS

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite o seu comentário!
Por favor, entre com seu nome

um × 3 =