Ave rara, falcão-relógio é avistado no Horto de Tupi, em Piracicaba

Foto: Kristina Pereira

Animal foi fotografado durante atividade de observação realizada pela Sedema e parceiros.

O falcão-relógio, espécie rara na região, foi uma das surpresas para as 20 pessoas que participaram de atividade de observação de pássaros, realizada pela Secretaria de Defesa do Meio Ambiente (Sedema), Instituto de Pesquisas Ambientais, Fundação Florestal, Laboratório de Educação e Política Ambiental (OCA/Esalq/USP e Grupo de Estudos e Observação de Piracicaba (GEOP), no Horto de Tupi, em Piracicaba.

A atividade Observando as Aves, ligada ao programa Vem pro Horto, foi realizada no domingo (17), capitaneada pelo biólogo e guia de observação de aves, Valdir Felipe.

Durante a atividade foram avistadas 58 espécies de aves, como a saíra-ferrugem, a peitica, o gavião-belo, o pitiguari, a mariquita, o pula-pula, o sabiá-barranco, o garibaldi, além do falcão-relógio.

O falcão-relógio é grande e esguio e mais escutado do que visto. É encontrado em florestas tropicais, incluindo áreas semiabertas com árvores grandes. Seus hábitos incluem a caça desde a copa até o chão, geralmente cantam no alto das árvores. Tem longas pernas amarelas e a cauda longa e arredondada, com barras finas e brancas.

O registro do falcão-relógio foi feito pela contadora e fotógrafa amadora Maria Cristina Pereira, 58 anos, que esteve no Horto pela primeira vez. Registrar fotos de pássaros é uma atividade constante para Maria Cristina, que tem registro oficial como observadora e fotógrafa de aves.

Para o registro de aves ela usa uma Canon EOS 5DS, lente Sigma 300A600. “O Horto é sempre uma surpresa nas passarinhadas, mas era um sonho ver e fotografar (o falcão-relógio), daí eu avistei. Foi numa fração de segundos e ali estava ele, lindo”, comemora.

“A observação de aves está crescendo. As pessoas estão percebendo que há muitas espécies de aves diferentes. E os cidadãos piracicabanos são privilegiados, pois o município conta com mais de 350 espécies diferentes de aves”, relata Valdir Felipe.

Da Redação

LEIA MAIS

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

dezoito + 4 =