Prefeitura pede para não trafegar pela vegetação (Foto: Amanda Vieira/JP)

Atualizada em 24/06, às 14h10.

“De vez em quando vou andar lá com os meus cachorros e sempre volto com algum carrapato em mim e nos meus cães. Última vez que fui, voltei infestada de micuim [carrapato-estrela]”, relata a vendedora Ester Demori, que levou os cachorros para passear na avenida Renato Wagner, às margens do Rio Piracicaba, no último domingo (21).

A vendedora conta que voltou para casa com “milhares de carrapatos”, mesmo tendo passeado apenas pelo calçadão, e teme doenças como a febre maculosa e a doença do carrapato nos cães. “Precisei até higienizar o meu carro e jogar a minha roupa fora porque eu não dei conta de tirar os milhares de carrapatos”, diz.

Ester lembra que na avenida existem placas de sinalização para tomar cuidado com os carrapatos, porém enfatiza que a prefeitura precisa cuidar regularmente para que não haja infestação. “Tem placas, mas por ser uma área de lazer, isso deveria estar controlado. Pulverizar de tempos em tempos”, comenta. “Está inviável a ida até o local. Era pra ser uma área de lazer, mas se tornou algo perigoso. Pois podemos contrair a febre maculosa e, nossos bichinhos, a doença do carrapato”, complementa.

De acordo com a SMS (Secretaria Municipal de Saúde), a prefeitura não pode fazer a pulverização de carrapaticida no local por estar às margens do rio, além de que, segundo a pasta, seria uma prática “ineficaz para o controle do carrapato em ambientes naturais”. “Se tratando de margem de rio, o risco de contaminação da água e, consequentemente da mortandade de peixes é alto, gerando crime ambiental”, explica em nota.

A pasta pede, para evitar infestação, que a população respeite as orientações das placas instaladas tanto na avenida Renato Wagner, quanto nas avenidas Cruzeiro do Sul e Beira Rio, que alertam sobre a presença de carrapatos, e não adentre a vegetação, usando apenas as calçadas.

Os telefones do CCZ (Centro de Controle de Zoonoses) são os números (19) 3427-2721 e (19) 3427-2400.

Andressa Mota

2 COMENTÁRIOS

  1. Eu também sempre ando nesse local eu, mulher e filha e até hoje nunca tivemos esse problema com carrapatos o único problema do lindo lugar são os donos de cachorro que levam os animais ( não sei qual é mais ) para passear e cagar no calçadão e estes são os mesmos que adentram na mata margeando o rio pois os mesmos não sabem ler o aviso e acho que o dono dos cachorros tbm não sabem ler

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

dezoito − 6 =