Setores ficam à direita da arquibancada cativa do Barão (Claudinho Coradini/JP)

O vereador Laércio Trevisan Jr (PL) publicou vídeo, na última quinta-feira (12), denunciando as péssimas condições de uso dos banheiros do setor 4 – área de visitantes – no Estádio municipal Barão da Serra Negra, propriedade da prefeitura e utilizado pelo Esporte Clube XV de Novembro de Piracicaba. Na gravação do parlamentar, é possível ver grande quantidade de lixo, entulho e dejetos, além da estrutura precária. Os setores em questão podem ser acessados pelos portões 3 e 4, entre as ruas Silva Jardim e Morais Barros, ficando a direita do portão 2 (cativa).

Em contato com a reportagem, Trevisan lamentou o estado do banheiro, alegando que o XV é o principal prejudicado com a situação. “Acho lamentável os banheiros ficarem da maneira que estão. Eles não estão apenas abandonados, estão depredados, sem a manutenção necessária, falta de limpeza, já que o local está cheio de entulhos, objetos e todo tipo de coisas encostados”, criticou o parlamentar, ao ressaltar que o XV perde a chance de receber, pelo menos, três mil torcedores em seus jogos devido ao problema.

Além do local estar cheio de lixo e entulho, a estrutura também está comprometida, com rachaduras nas paredes e sanitários danificadas. “As privadas estão sem as válvulas de descarga porque foram arrancadas, a parte elétrica não está funcionando, além da parte hidráulica. Aquele lugar ficou um caos e está mais para depósito de ferro velho do que banheiro”, disse Trevisan.

O vereador cobrou a prefeitura: “É um descaso com o patrimônio público, que deveria ser valorizado pela Prefeitura. Encaminhamos a documentação, tornamos público por meio de e-mail e espero que tomem as providências necessárias”, resumiu.

O vereador também mencionou o código de defesa do consumidor que obriga o estádio ou a arena a ter os banheiros e outras localidades do espaço prontos para receber o público. “O código do consumidor obriga os estádios a terem banheiros adequados para atender um certo número de torcedores. A situação, hoje, dos banheiros, principalmente das (arquibancadas)
gerais são precárias, precisam ter um aprimoramento melhor. Infelizmente, a prefeitura não atende essas obrigações”, completou.

Por meio de nota, a Selam (Secretaria de Esportes, Lazer e Atividades Motoras) disse que no contrato de comodato do estádio na Cláusula 4ª – Das Disposições Finais, existe um item que diz respeito à obrigação do XV de Piracicaba de conservar os espaços que foram cedidos. “O concessionário (XV ) deverá conservar os espaços em perfeito estado, reparando ou substituindo o que for danificado, respondendo pela perfeita e correta execução dos reparos que venham a se tornar necessários, bem como por eventuais danos causados de luz, telefone, água e esgoto”, informou.

A nota reforça que “a prefeitura vem investimento no estádio nos últimos anos visando sua modernização e melhoria como a instalação de cadeiras, reforma de sanitários, tribuna de imprensa, vestiários, pintura, assim como a manutenção do gramado
(desde setembro de 2018 e renovado), com investimento de R$ 204 mil anuais”, disse.

Também por meio da assessoria de imprensa, a direção do clube alvinegro devolveu a responsabilidade da reforma e manutenção dos banheiros a prefeitura e que o pedido para realização das melhorias já foi entregue a Selam. “Os banheiros em questão não estão sendo utilizados e fica fechado, sendo que colocamos banheiros químicos em dia de jogos para os torcedores. Portanto ele está parado, precisando da manutenção”, conclui a nota.

Mauro Adamoli
[email protected]

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

20 − doze =