Benefícios da Pitaya

Foto: Pexels

Se o país das frutas fosse uma monarquia, já sabemos quem seria a rainha – ela, claro, a Pitaya. Isso porque além de saborosa, com um aspecto único e uma cor que chama a atenção de longe, essa fruta traz também muitos benefícios à saúde. Quer saber mais e aprender receitas com pitaya? Então vem com a gente! 

Essa fruta, com aparência e nome exóticos, teve origem na América Central. Aliás, a palavra “pitahaya” reporta a uma civilização pré-colombiana que habitava algumas ilhas dessa região da América. Significa “fruta escamosa” e, exatamente por essa característica, a pitaya também é conhecida como fruta do dragão, por lembrar a aparência desse ser mitológico. Legal, não é?

Embora não seja originária do Brasil, pra nossa sorte, essa fruta já é cultivada em algumas regiões por aqui, e vem ganhando espaço na fruteira dos brasileiros dia após dia. E essa é uma ótima notícia, afinal, além de sua beleza e sabor, a pitaya também oferece nutrientes muito importantes ao corpo. 

E por falar em aparência e sabor, o legal dessa fruta é que o seu interior também é cheio de boas surpresas. Começa pela sua variedade, afinal, existem três tipos principais de pitaya:

Pitaya vermelha, com casca rosa e polpa avermelhada;

A Pitaya branca, com casca rosa e polpa branca;

Pitaya amarela, com a casca amarela e polpa branca.

Todas as versões dessa fruta apresentam uma polpa bastante cremosa e cheia de pintinhas pretas, ou seja, suas sementes. Mas o que também tem em comum é o sabor suave e levemente adocicado. Há quem diga que, em termos de paladar, a pitaya pode ser parente do kiwi e o do melão.

Como comprar a pitaya?

Por sua aparência tão singular, você pode ficar em dúvida na hora de comprar a sua pitaya. Separamos algumas dicas pra te ajudar:

Sempre observe a casca: deve estar íntegra e não apresentar qualquer machucado;

A fruta deve estar firme, ok? Se estiver muito mole ou amassando com facilidade é porque já passou do ponto;

Por outro lado, a coloração esverdeada mostra que a fruta ainda não está bacana pra consumo.

Como preservar a pitaya?

Quando iniciamos uma alimentação mais saudável e rica em frutas, é muito comum se deparar com alguns erros ou questões quanto a preservação das mesmas, certo? Pensando nisso, vamos te ajudar a preservar melhor a a pitaya:

Se a fruta ainda estiver fechada, o ideal é guardá-la em locais arejados e secos. Uma fruteira bem organizada é uma ótima solução. A duração da fruta dependerá do seu tempo de amadurecimento. Então, fique sempre de olho;

Depois de aberta, recomenda-se que seja consumida o quanto antes, evitando assim alterações em sua textura e sabor;

No entanto, se quiser deixar “um pouquinho pra depois”, pode ser armazenada em potes ou sacos limpos e vedados na geladeira. Nesse ambiente a fruta vai durar de dois a três dias;

E você também pode congelar a polpa da pitaya por até três meses, sabia? Depois é só descongelar de forma correta e usar em diversas receitas.  

Como comer pitaya?

Falando em receitas… a pitaya é uma fruta muito versátil. Por isso, pode ser consumida in natura, ou seja, do jeitinho que chegou até você, ou como ingrediente de receitas deliciosas. O fato é: existem inúmeras maneiras de comer pitaya. Veja algumas dicas:

Para os seus snacks saudáveis

Está afim de um lanche prático, gostoso, saudável e diferentão? A pitaya pode te ajudar. Essa fruta fica uma delícia em saladas de frutas das mais variadas e também acompanhada de um iogurte bem azedinho.

Vitamina de pitaya  

Já pensou em começar o dia com energia, cores vibrantes e nutrição? Um copo de vitamina de pitaya pode te oferecer isso tudo.

Ingredientes:

1 pitaya

1/2 banana congelada

1 xícara de chá de leite ou bebida vegetal de sua preferência (leite de coco, leite de amêndoas, leite de castanhas…)

Um pouco de gelo

Modo de preparo:

É só bater tudo no liquidificador e servir a vitamina gelada.

Bowl de pitaya

Essa é uma receita linda e cheia de sabor e harmonia. Pra preparar o seu bowl de pitaya você vai precisar de:

Ingredientes para o creme:

1 pitaya congelada (corte em pedaços e congele)

1 punhado de frutas vermelhas congeladas

Uma banana grande congelada

1 xícara de bebida vegetal 

1 colher (chá) de leite de coco

Uma tâmara seca sem caroço

Ingredientes para os toppings:

Morango picado

Banana em rodelas

Chips de coco 

Castanha-do-Pará triturada

Modo de preparo:

Em um mixer ou liquidificador, bata a pitaya com as frutas vermelhas, a banana, a bebida vegetal, o leite de coco e a tâmara. Transfira pra um bowl e cubra com os toppings que desejar. 

Picolé de pitaya

Não existe nada mais bonito e refrescante do que um picolé natural de pitaya. Aprenda como fazer!

Ingredientes:

3 bananas prata bem maduras e congeladas

1 pitaya vermelha

1 pedaço de gengibre (2 dedos)

Modo de preparo:

Bata todos os ingrediente em um processador. Coloque a mistura em forminhas de picolé pra congelar e aguarde. Simples, não?

Bolo de pitaya

Vai um bolo quentinho aí?

Ingredientes:
  • 400G DE FARINHA DE TRIGO
  • 1 PITAYA
  • 150ML DE LEITE
  • 3 OVOS
  • 3 COLHERES DE SOPA DE MANTEIGA
  • 1 XÍCARA DE CHÁ DE AÇÚCAR MASCAVO
  • 100G DE COCO RALADO
  • 1 COLHER DE SOPA DE FERMENTO QUÍMICO
MODO DE PREPARO:

Primeiro, descasque e corte a pitaya em pedaços pequenos. Depois, coloque a pitaya, os ovos, a manteiga, o leite, o açúcar e o colo ralado na batedeira e bata até o creme ficar homogêneo. Em seguida, acrescente a farinha e o fermento e bata mais um pouco. Unte a forma e coloque a massa. Leve ao forno a 180° por, aproximadamente, 30 minutos. Quando o bolo estiver pronto, você pode acrescentar uma “cobertura” de geleia de frutas.

E se você acha que a pitaya só combina com preparações doces, vamos te contar uma novidade: também pode cair super bem em saladas cruas. Experimente! 

Quais os benefícios da fruta pitaya?

Muitos! Além de toda a versatilidade que já falamos por aqui, a pitaya também carrega, através dos seus nutrientes, importantes benefícios à saúde e ao bem-estar. Entre eles, destacam-se:

É fonte de fibras alimentares, por isso, é uma grande aliada do intestino, proporcionando a melhora do seu funcionamento. As fibras também são muito importantes para o equilíbrio do colesterol e, consequentemente, pra proteção do coração;

É rica em compostos antioxidantes. Você lembra que falamos bastante sobre a aparência da pitaya? Pois é, na pitaya vermelha, por exemplo, o que mais chama a atenção é a sua cor forte e vibrante. E quem entrega todo esse colorido são compostos com importante ação antioxidante. Eles funcionam como protetores do corpo, pois ajudam no combate contra os radicais livres e, consequentemente, contra o envelhecimento precoce de nossas células;

Também é fonte de vitamina C, umavitamina essencial ao fortalecimento do nosso sistema imunológico, ajudando a combater infecções, gripes e resfriados;

A pitaya também apresenta minerais como o fósforo, o ferro, o zinco e o potássio;

Além disso, as sementes da pitaya (bem pequenas e macias) também podem ser tranquilamente consumidas. Afinal, apresentam as famosas “gorduras do bem” em sua composição.

Pitaya emagrece? 

É um fato que, assim como a maioria das frutas, a pitaya possui baixo valor calórico. No entanto, sabemos que não é correto associar um único alimento ao processo de emagrecimento. Afinal, sabemos que não existem alimentos “heróis” ou “vilões”, correto? O que deve existir é uma dieta saudável, equilibrada e balanceada, ou seja, um conjunto de escolhas inteligentes que promovam a manutenção de um peso saudável. 

Pode comer a casca da pitaya?

Se quiser aproveitar 100% da sua pitaya, você pode. No entanto, não se recomenda o consumo direto da casca, afinal, não tem um sabor tão agradável quanto a polpa.

O legal é preparar um ótimo chá da casca da pitaya. Isso porque é rico em compostos antioxidantes e tem alto poder diurético. Para fazer, basta colocar as cascas da fruta em uma panela com água e esperar ferver. Por fim, desligue o fogo e deixe em infusão por, no mínimo, 10 minutos. Tá pronto!

Da Redação

LEIA MAIS

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

18 − 8 =