Boa alimentação é essencial para a defesa contra o coronavírus

Bolo de laranja e gengibre é rico em vitamina C e pode ser feito durante a quarentena (Foto: Divulgação)

Uma alimentação saudável é um bom aliado para manter o corpo com a imunidade alta e, assim, ajudar a combater o terrível Covid-19, que tem feito milhares de vítimas em todo o mundo. Em tempos de necessária reclusão social ou quarentena, como queira chamar, este período em que se deve evitar aglomerações e circular em demasiado pelas ruas, uma alimentação rica em nutrientes é fundamental para aumentar a imunidade. Corpo sadio é sinônimo de resistência contra a fácil infecção desta doença silenciosa e ainda sem cura.

A Arraso conversou com nutricionistas para saber quais os alimentos essenciais para se ter em casa neste período de rápida disseminação do coronavírus.



A nutricionista Andrea Marim alerta: todas as refeições diárias têm que ser rica em nutrientes de todos os grupos alimentares, como minerais, carboidratos e proteínas. “É preciso manter o sistema imunológico na ativa para enfrentar o problema”, ela destaca. “E deve-se evitar ou diminuir as gorduras falsas, alimentos processados e carboidratos vazios”.

“Consuma todos os tipos de alimentos, especialmente frutas, verduras e legumes, que auxiliam no bom funcionamento do corpo”. As dicas de Andrea são com alimentos fáceis de se encontrar em mercados e quitandas, que podem ser adquiridos em quantidade para se evitar saídas constantes. “Ingerir boas fontes de vitamina C como laranja, limão, acelora, kiwi. Folhas verdes escuras, como brócolis e couve, são excelentes fontes de ácido fólico, substância que auxilia na produção dos glóbulos brancos, agentes de combate de invasores”.

Especiarias também são bem-vindas numa alimentação de resistência, afirma Andrea, como alho, cebola, aipo, coentro, gengibre, cúrcuma, pimenta preta, entre outras. “O alho, um dos principais temperos da culinária brasileira, protege o coração além de melhorar o sistema imune. Isso porque ele altera a quantidade de citocinas pró e anti-inflamatórias”, aponta a nutricionista.

Outra recomendação da nutricionista diz respeito à primeira refeição do dia, o café da manhã. “Um shot de limão com própolis (20 gotas), com uma colher de café de gengibre ralado e duas gotas de óleo copaíba, logo pela manhã”. Andrea também recomenda o consumo de sucos e ovos, além da opção de chá de ervas. “Para quem gosta de café, pode tomar, porque o consumo não abaixa a imunidade”, ela ressalta.

O jantar também deve ser regrado, é o que ressalta outra nutricionista, Bárbara Lazzarini. “Em caso de acesso restrito a uma gama maior de alimento para um preparo, é válido ter sempre ingredientes para a opção de lanche rápido, como atum e frango, para patês”.

A dica, no entanto, é montar como se fosse um prato de comida. “No lugar do arroz, por exemplo, entra o pão integral, tapioca ou wrap. A proteína continua sendo proteína, como o atum ou ovos mexidos; a mesma coisa da verdura, com alguma folha de opção para o seu lanche no prato”. A observação de Bárbara é que tudo seja montado proporcionalmente ao consumo.

E por falar em pão, Bárbara afirma que é pão de forma é um item que pode, sim, ser uma boa opção alimentar nestes dias de confinamento. “Abertura a embalagem, o pão dura até cinco dias, passando podem aparecer pequenos bolores. Se for comprar em grande quantidade, congele – lembrando que precisamos higienizar tudo que trazemos do mercado para casa. Quando for consumi-lo, asse num forno ou tostadeira, para não murchar”.

Congelar alimentos, aliás, é uma recomendação de Bárbara que serve para outros alimentos, como brócolis, frango e concentrados de frutas. “As frutas, para durar mais, podem ser processadas para virar suco, não perde todo os nutrientes e evita que se jogue fora se não for consumir até a sua durabilidade”.

Além da alimentação, a nutricionista Andrea ressalta a importância de se movimentar em tempos de quarentena quase que compulsória por causa da disseminação da Covid-19. “Ficar ocioso é um problema. Mesmo que recluso em casa, é preciso ter uma rotina de exercícios. Alguns instrutores de educação física estão dando aulas pela internet, é uma alternativa”.

Receita:

O momento pede que fiquemos em casa com nossas famílias. Que tal preparar um delicioso bolo de laranja e gengibre que é rico em vitamina C e ajuda a aumentar sua imunidade? Aproveitar os momentos doces com pessoas queridas nos alegram a alma e o coração com uma receita da chef Ângela Barreto.

Ingredientes
Bolo de Laranja e Gengibre
Bolo de Laranja Fofíssimo curso 1 e 1/2 xícaras de acucar
2 xícaras farinha
3 ovos
1/2 xícara óleo
1 xic suco de laranja e raspas de gengibre
Fermento

Modo de preparo
Misture em uma tigela, os ovos com o açúcar até ficar homogêneo. Misture a farinha com o fermento e adicione peneirando na tigela alternando com o suco de laranja. Misture bem.
Junte uma forma de 22 cm com furo no meio e leve para assar em forno pré aquecido por +/- 40 min. Desenforme e decore com raspas de laranja e açúcar de confeiteiro.

Erick Tedesco