Brasil começa a imunizar atletas que vão a Tóquio

Da Redação O Ministério da Saúde deu início no dia 14 de maio, ao plano de vacinação para as delegações brasileiras olímpica e paralímpica que participarão dos Jogos de Tóquio. De acordo com o COB (Comitê Olímpico Brasileiro), os profissionais credenciados para acompanhar as competições em Tóquio também receberão as doses das vacinas, o que incluirá os profissionais da imprensa.

O primeiro atleta brasileiro a receber a vacinação foi o tetracampeão paralímpico, Antônio Tenório, 50, em São Paulo. A campeã mundial de maratona aquática, Ana Marcela Cunha, recebeu a primeira dose no Rio de Janeiro. A vacinação com doses da vacina da farmacêutica norte-americana Pfizer e da chinesa Sinovac, segue em Brasília, Fortaleza, Porto Alegre e Belo Horizonte. A previsão é imunizar 1.814 pessoas, entre atletas e comissão técnica.

O presidente do COI (Comitê Olímpico Internacional), o alemão Thomas Bach, assegurou na quarta, dia 19, que a entidade estima que 75% das pessoas que ficarão na Vila Olímpica dos Jogos de Tóquio-2020, estarão vacinadas contra a Covid-19 ou planejam buscar a imunização antes do evento esportivo no Japão. “Temos motivos para acreditar que essa percentagem vai subir além de 80%”, acrescentou o presidente do COI, durante uma reunião online com o Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos de Tóquio, que serão disputados no período de 23 de julho e 8 de agosto Segundo Thomas Bach, o COI está pronto para fornecer pessoal médico adicional para os Jogos Olímpicos.

Da Redação

Leia Mais:

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite o seu comentário!
Por favor, entre com seu nome

quatro × 5 =