Brasil registra maior número de mortes por covid-19: 1.910

0
54 views
Em apenas um dia, País também teve o 2º dia com mais novos casos registrados, com 71.704. (Foto: © REUTERS / Amanda Perobelli/direitos reservados)

O Brasil teve hoje (3) o maior número de mortes registradas em um dia durante toda a pandemia. Em 24 horas, as autoridades de saúde registraram a morte de 1.910 pessoas por complicações da covid-19. No total, o número de óbitos chegou a 259.271 desde o início da pandemia. Ainda há 2.867 falecimentos em investigação.

Entre terça e ontem, o Brasil também teve o 2º dia com mais novos casos registrados, com 71.704. Só não supera a marca registrada em 7 de janeiro, quando o País contabilizou 87.843 casos. Com os novos casos, o total de pessoas infectadas desde o início da pandemia chegou a 10.718.630.

Somente no Sudeste, foram registradas, nas últimas 24 horas, 799 mortes pela covid-19. A região já acumula 119.091 óbitos em razão da doença. O Sul teve mais 389 mortes, somando 32.433 ao todo. O Nordeste contabilizou 326 óbitos em 24 horas, somando um total de 57.384. O Centro-Oeste chegou a marca de 22.781 mortes, com 234 novos registros. O Norte teve 162 novos óbitos, chegando a 27.582.

O avanço da doença tem feito diferentes Estados adotarem mais restrições para tentar frear a propagação do vírus. Em São Paulo, o governo anunciou a adoção da bandeira vermelha a partir deste sábado, 6, com fechamento de serviços e atividades não essenciais. Entenda aqui o que poderá funcionar ao longo das próximas duas semanas.

Mesmo com o aprofundamento da crise, o presidente Jair Bolsonaro disse nesta quarta-feira que a imprensa está criando “pânico” na população e se queixou de medidas de restrição e lockdown adotadas para conter a disseminação do vírus. “Para a mídia, o vírus sou eu”, disse Bolsonaro, em conversa com apoiadores, no Palácio da Alvorada. “Criaram o pânico. O problema está aí, lamentamos, mas você não pode viver em pânico. Que nem a política, de novo, do ‘Fique em Casa’. O pessoal vai morrer de fome, de depressão?”, perguntou.

Os dados estão no balanço diário divulgado pelo Ministério da Saúde. A atualização é elaborada a partir das informações levantadas pelas autoridades estaduais e locais de saúde sobre casos e mortes provocados pela covid-19.

Fonte: Agência Estado

LEIA MAIS:

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite o seu comentário!
Por favor, entre com seu nome

dez + oito =