Brasileiros param nas oitavas de Cincinnati e já miram US Open

Brasileiros param nas oitavas de Cincinnati e já miram US Open
Fonte: Agência Brasil

As duplas com tenistas brasileiros se despediram nesta terça-feira (25) do torneio de Cincinnati, nos Estados Unidos – apesar do nome, as competições ocorrem em Nova Iorque, devido à pandemia do novo coronavírus (covid-19). Na chave masculina, Marcelo Melo e o polonês Lukazs Kubot foram superados pela parceria da casa, formada por Steve Johnson e Austin Krajicek, por 2 sets a 0. Já entre as mulheres, Luisa Stefani e a norte-americana Harley Carter caíram para as australianas Storm Sanders e Ellen Perez por 2 sets 1.

Melo e Kubot voltaram à quadra cerca de 24 horas após baterem o brasileiro Bruno Soares e o croata Mate Pavic. Com baixo aproveitamento do primeiro saque (60%) e três duplas faltas, a dupla foi dominada por Johnson e Krajicek no set inicial, perdendo por 6 a 3. Na segunda parcial, a melhora no aproveitamento da parceria Brasil-Polônia deixou o jogo parelho, mas os norte-americanos mantiveram a regularidade e fecharam em 7/6, com 7/4 no tie-break, em uma hora e 17 minutos de partida.

Mais cedo, Stefani e Carter venderam caro a derrota para Sanders e Perez. O equilíbrio reinou nos dois primeiros sets, com uma vitória para cada lado. As australianas saíram na frente, fazendo 6/3, mesmo contra um aproveitamento de 85% da dupla da brasileira no primeiro saque. Na parcial seguinte, o troco veio com um 6/4, que forçou o terceiro set, disputado em até 10 pontos. A parcial chegou a ficar empatada em 5 a 5, mas, a parceria da Austrália conseguiu abrir três pontos e administrar a vantagem, fazendo 10/7 e concluindo o jogo em uma hora e 14 minutos.

Tanto Marcelo Melo como Luísa Stefani miram, agora, o US Open, também em Nova Iorque. A competição é uma das quatro mais importantes do circuito mundial – os chamados Grand Slams – e começa no próximo dia 31. As chaves de simples serão sorteadas nesta quinta-feira (27), enquanto as de duplas serão conhecidas no próprio dia 31.

Brasileiros param nas oitavas de Cincinnati e já miram US Open