Buracos na rua Caju no bairro Javary 2 causam queda de motociclista

Os buracos no asfalto da cidade continuam a preocupar moradores pelo perigo que representam aos motoristas pelos riscos de acidentes. No bairro Javary 2, segundo moradores, há pelo menos, quatro meses buracos tomam conta novamente da rua Caju. Nesta semana uma motociclista caiu, após não conseguir desviar de um dos buracos.


O vigilante Valdemir de Sousa, 32, disse que para desviar dos buracos, os motoristas sobem até nas calçadas, colocando pedestres em risco. “Nesta quinta-feira (27) uma moça caiu, após passar pelo buraco, pois desviar pela calçada é proibido e é perigoso atropelar um pedestre”, lembrou.


O vigilante contou ainda que, junto com seu pai, registrou reclamações na prefeitura e após o acidente, procuraram novamente o SIP (Serviço de Informação à População)-156 para solicitar o recapeamento da via.


A Semob (Secretaria Municipal de Obras) informou em nota, que para solucionar o problema, o local precisa de serviços de recapeamento profundo e que a ordem de serviço foi emitida
“recentemente”.

Moradores reclama de falta de manutenção. (Crédito: Amanda Vieira/JP)


A secretaria pontuou que já foi executada a operação tapa-buracos de forma paliativa na via, “para amenizar o problema, até que fosse liberado o serviço de recuperação dos borrachudos”, consta na nota.


A Pasta enfatizou que os chamados borrachudos são “pontos com afundamento de solo, principalmente em locais onde há grande circulação de veículos e de veículos pesados”.


A Semob destacou que na rua Caju, no bairro Javary 2, está na programação da operação tapa-buracos que será executada no mês de março.


CHUVAS
Com as chuvas dos últimos dias, novas ocorrências de buracos pela cidade também surgiram. Um dos casos é a rua Amélia, no bairro Cidade Jardim. Lá, a água levou parte do asfalto próximo ao meio-fio e abriu uma valeta contínua pela rua.

Buracos já causaram queda de motociclista na via. (Crédito: Amanda Vieira/JP)


Questionada pela reportagem, a Semob (Secretaria Municipal de Obras) informou pela assessoria de imprensa que enviará um fiscal até a rua para “verificar o problema e programar a execução”.


Para dar conta dos buracos abertos pelas chuvas neste mês, que atingiram 400 mm – 127% superior ao registrado em fevereiro de 2019, a Semmob informou que opera com quatro equipes e que realizou serviços no sábado (22) e terça-feira (25) de carnaval. “Infelizmente, a saída das equipes está condicionada às condições climáticas, isso porque a qualidade do serviço fica comprometida com a chuva. Fazer os reparos sob chuva, em alguns pontos, significa desperdício de recursos públicos”, diz a nota.


A prefeitura reforça ainda a importância dos moradores registrarem as reclamações e solicitações de serviço via SIP-156.


Com o protocolo do atendimento em mãos, é possível acompanhar o trâmite do pedido e cobrar o órgão caso o problema não seja solucionado no prazo comunicado.


Além do telefone 156, a população pode registrar diferentes ocorrências pelo e-mail [email protected] e no site da prefeitura, pelo link 156/Fale Conosco, no rodapé da página inicial.

Andressa Mota

[email protected]

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite o seu comentário!
Por favor, entre com seu nome

três × 5 =