Caconde: um pedacinho de Minas Gerais no interior de SP

1
2.555 views
Foto - Site World Orgs - Parque Prainha

Estância climática é perfeita para quem busca descanso e oferece clima agradável com natureza exuberante

A pequena Caconde (365km de Santos), encravada entre montanhas e margeada pelo Rio Pardo, vem se destacando por suas paisagens envolventes e pela sua tranquilidade típica de uma cidade interiorana. Devido à proximidade com Minas Gerais, a estância climática tem características típicas daquele Estado. Seus moradores, inclusive, carregam um leve sotaque mineiro.

As diversas paisagens rurais são um espetáculo à parte para quem gosta do interior e do turismo rural. A cidade, inclusive, vive do cultivo do café. As plantações são vistas por toda parte. Caconde é dona de um extraordinário potencial turístico, devido às suas cachoeiras, vegetações e cultura.

Os visitantes que buscam o destino para descanso encontram também clima agradável e natureza exuberante. Mas há também grande diversidade de esportes de aventura e muita adrenalina, perfeita para os amantes do rafting, trekking, balonismo, escalada e canyoning.

Um passeio por sua região central remete aos tempos áureos do café, com seus casarios antigos tombados pelo Condephaat (Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico Arqueológico, Artístico e Turístico) e suas características originais preservadas.
Após a construção da Usina Caconde, a paisagem foi profundamente modificada. O represamento das águas pela barragem proporcionou a formação de um lago artificial com 31 km² de área. Mais um pouco afastado do centro vale conhecer a Usina Velha, que começou a ser construída em 1958 e levou sete anos para ser concluída. Por lá ainda existem ruínas da antiga casa de máquinas de uma barragem, com lagos e mata nativa. A trilha que dá acesso à usina, de quatro quilômetros, é fácil de ser percorrida.

Caconde tem cachoeiras como a Santa Quitéria, com mais de 50 metros de queda, utilizada para banhos e esportes radicais, com muito verde em volta e, por sua vez, a Cachoeira Mumbuca, que fica bem próxima ao lago da represa e que também com 50 metros de queda.

No leito desviado do Rio Pardo existem ruínas das antigas casas das máquinas de uma hidroelétrica, lagos e piscinas naturais próprias para banhos e mergulhos. O lugar é cercado pela Mata Atlântica.

MIRANTE A 360º

Não deixe de visitar o Mirante de Caconde, com uma vista incrível de 360 graus, de onde é possível ver toda a região e a represa. O acesso se dá por uma subida íngreme a partir da rodovia SP-344, entre Divinópolis (SP) e Caconde. É possível até avistar as montanhas da vizinha Poços de Caldas (MG), além de recarregar as energias na pirâmide central do mirante. Aproveite para meditar, contemplar o cenário e tirar muitas fotos.

Apesar do frio do inverno, vale a pena passar um dia no Parque Prainha, que fica na Represa Caconde. O lugar oferece infraestrutura adequada para os visitantes, como quiosques, vestiários, sanitários e até casinhas de boneca para as crianças. É possível até mesmo fazer churrasco com a família ou os amigos.

Já os aventureiros que gostam de acampar no Parque Prainha deve pagar uma taxa para usufruir dos 27 hectares de muito verde. Mas essa aventura terá que esperar mais um pouquinho, pois toda a estrutura do camping vem passando por um processo de modernização. Mas na represa o visitante pode pescar, nadar ou praticar esportes náuticos nos seus 30km2 de espelho d´água.

Depois de um dia de sol e muita “praia”, leve as crianças para passear no Aquário Municipal e conhecer as oito espécies de água doce e 10 de água salgada. Ele está fechado para reforma e reabrirá em breve. Quando você programar sua viagem, ele possivelmente já estará aberto.

Agência Travel For Life

1 COMMENT

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

8 − sete =