Câmara convoca audiência pública para discutir volta às aulas com comunidade escolar

Reunião será na próxima sexta-feira, dia 12 | Foto: Arquivo/JP

A Câmara de Vereadores de Piracicaba realizará, na próxima sexta-feira (12), às 9h, audiência pública para discutir as condições sanitárias e o processo educacional na retomada das aulas presenciais em Piracicaba em meio à pandemia da covid-19, a fim de avaliar a “efetividade dos procedimentos e protocolos adotados”.


A convocação da audiência pública é feita pela vereadora Rai de Almeida (PT), presidente da Comissão de Educação, Esportes, Cultura, Ciência e Tecnologia, e pelo vereador José Everaldo Borges, o Josef Borges (SD).


Ambos os parlamentares afirmam que, em razão da volta às aulas presenciais na rede municipal de ensino em 8 de fevereiro, “muitos servidores públicos que atuam nas unidades escolares de Piracicaba estão procurando nossos gabinetes para manifestarem preocupação quanto ao processo”.


“Ainda há muitas dúvidas e questionamentos dos servidores sobre a testagem rápida para a covid-19 realizada pelo Poder Executivo como parte de um protocolo de combate à pandemia. Esses testes rápidos têm, como comprovam os mais variados médicos, cientistas e imunologistas no Brasil, eficácia pouco segura ou garantida”, apontam Rai e Josef.


Os autores do requerimento relatam preocupação com o total de estudantes que serão atendidos no rodízio presencial, o “quantitativo insuficiente de servidores por aluno nas unidades” e o temor dos profissionais que venham a “manifestar a covid-19 e necessitar de afastamento ao longo do processo de volta às aulas no presencial” com “represálias e mesmo perda de direitos”.


Estão convocados para a audiência pública os secretários municipais de Educação, João Marcos Thomaziello, e de Saúde, Filemon Silvano, e convidados representantes dos professores e de outras categorias de profissionais que atuam em escolas municipais; dos conselhos municipais da Educação, da Saúde e dos Direitos da Criança e do Adolescente; dos conselhos tutelares; do Sindicato dos Trabalhadores Municipais; do Ministério Público; de associações de pais de alunos; além da deputada estadual Bebel Noronha (PT). A população poderá acompanhar pela TV Câmara e particupar por meio das redes sociais do Legislativo.

Da Redação

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite o seu comentário!
Por favor, entre com seu nome

cinco + 13 =